Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

ASAE sem meios para fiscalizar carrosséis

  • 333

CHRISTOF STACHE/GETTY

Em comunicado, a Câmara Municipal de Matosinhos garantiu que todos os equipamentos das festas “estão devidamente licenciados pelas autoridades competentes" e que o carrossel foi alvo de uma “peritagem por parte da Divisão de Investigação Criminal da PSP”

Existem dois níveis de inspeção possível a que a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) pode intervir, quando se trata de equipamentos de diversão como o que ontem esteve na origem da morte de um jovem de 17 anos, durante as festas do Senhor de Matosinhos: a fiscalização dos equipamentos em si ou das licenças – certificados anuais emitidos pelo Instituto Eletrotécnico Português ou Instituto de Soldadura e Qualidade -, um documento que essas diversões foram à “inspeção”, como se costuma dizer no mercado automóvel.

Segundo o “Diário de Notícias” esta segunda-feira, só o segundo é que é exequível e praticado em regra. A ASAE não tem capacidade – funcionários suficientes e formanos nesta área – para fiscalizar os equipamentos de diversão.

Em comunicado, a Câmara Municipal de Matosinhos garantiu que todos os equipamentos das festas "estão devidamente licenciados pelas autoridades competentes" e que o carrossel foi alvo de uma "peritagem por parte da Divisão de Investigação Criminal da PSP", já após o acidente.

"Apesar de o novo diretor-geral, quando tomou posse, ter considerado que a formação para a fiscalização dos equipamentos de diversão itinerante era um objetivo, certo é que nada terá sido feito, até porque não tenho conhecimento de uma ação de formação específica para esse efeito", disse Bruno Figueiredo, presidente da Associação Sindical dos Funcionários da ASAE, ao “DN”.

Este carrossel (MatterHorn) é o mesmo que em 2009 foi palco de outro acidente, que provocou oito feridos, quando cadeiras se soltaram, também em Matosinhos.

Ao que tudo indica, o acidente não terá acontecido por questões técnicas do equipamento. Fonte da PSP do Porto confirmou ao Expresso que o jovem de 17 anos se levantou com o carrossel em andamento e levantou também a cancela de segurança, sendo depois projetado contra um poste de iluminação.

O alerta foi dado às 16h33 para um jovem que teria caído de um carrossel e que estaria em paragem cardiorrespiratória. De acordo com a mesma fonte do CDOS, o jovem foi transportado para o hospital Pedro Hispano em estado grave.

  • Jovem morre em queda de carrossel em Matosinhos

    Fonte da PSP do Porto confirmou ao Expresso que o jovem de 17 anos se levantou com o carrossel em andamento e levantou também a cancela de segurança, sendo depois projetado contra um poste de iluminação