Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Dias verdes, vermelhos e de todas as cores

  • 333

Um casal nórdico de vegetarianos publicou um livro de receitas diferentes e originais, para demonstrar que uma cozinha sem carne nem peixe pode ser divertida e equilibrada

Tudo começou em 2007. Um sueco e uma dinamarquesa conhecem-se em Roma, na pista de dança de uma discoteca. Até aqui, tdo normal. David e Luise foram jantar. Ele já era vegetariano há muitos anos, ela não. Na primeira refeição que partilharam, ele comeu rigatoni, ela salmão. Com o passar do tempo, o casal começou a cozinhar cada vez mais – e foi descobrindo os vegetais. Luise nunca foi radical (ainda hoje come peixe), mas a verdade é que deram por eles a experimentar receitas vegetarianas - e a gostar...

David, que tem 34 anos, era vegetariano há 15. Para ele, fazia-lhe simplesmente mais sentido "comer coisas que crescem da terra". O casal mudou-se para Estocolmo, onde Luise, de 31, estudou para ser Terapeuta Nutricional - conhecimentos que passou a integrar nas suas receitas. Em casa, confecionam comida exclusivamente vegetariana – e acreditam que criaram um estilo de cozinha menos clássico e mais divertido. Foi assim que surgiu o blog, "Green Kitchen Stories". As fotografias eram tiradas por David, diretor de arte numa revista durante o dia, e as receitas acompanhadas de episódios ou histórias da vida do casal.

Mais tarde, essas receitas foram reunidas em livro - "Vegetariano todos os dias" (da Casa das Letras) -, e este ano David Frenkiel e Luise Vindahl vêm pela primeira vez a Portugal partilhar algumas delas. Estarão hoje, domingo, na Feira do Livro de Lisboa. "Fritatta" de Ervas e Espargos para o pequeno-almoço, um falafel de ervas e pistáchio no forno com arroz selvagem para o almoço e uma siciliana para um jantar de convívio com os amigos são algumas das mais de 100 receitas, onde se incluem sopas, saladas, sumos e sobremesas deliciosas, como "Bolo de Beterraba e Chocolate" ou "Cheesecake Gelado de morango".

O livro deste casal inclui mais de 100 receitas originais e modernas, sem carne nem peixe

O livro deste casal inclui mais de 100 receitas originais e modernas, sem carne nem peixe

Casa das Letras

Para eles, que não são dogmáticos, "a comida deve estar sempre associada à alegria e à felicidade". Na sua cozinha com uma parede pintada de verde – que deu nome ao blogue –, há coisas que nunca faltam. No frigorífico, "vegetais e fruta orgânica, ovos, vários molhos e acompanhamentos (pesto, hummus, sauerkraut), queijo feta, manteiga, quinoa cozinhada ou millet (para refeições rápidas), leite de noz, de aveia e iogurtes". Na despensa, há sempre "nozes, sementes, lentilhas, feijões, todo o tipo de cereais integrais e farinhas em gluten". Se tivessem de eleger um único ingrediente "milagroso", Luise e David escolheriam as "bagas silvestres". "Mirtilos, framboesas, amoras e arandos" são frutos que o casal apanha no fim do verão, e que comem imenso nesse período. "Depois, enchemos o congelador com bagas para o resto do ano", contam.

Com a passagem do tempo, surgiram dois novos vegetarianos na família: Elsa, de seis anos, e Isac, de dois. Ambos praticam a alimentação dos pais – embora "como a Luise come peixe às vezes, a Elsa também", explica David. Para o casal, o mais importante é introduzir "variedade" na alimentação de todos. E "como terapeuta nutricional, Luise sabe quais os suplementos dietéticos que os miúdos precisam".

"A escola primária de Luise fez-lhe um 'checkup' para assegurar que ela tinha os níveis certos de gorduras saudáveis, minerais e vitaminas necessárias, e os seus valores eram mais elevados do que os dos seus colegas que comem carne", assegura o pai. "Como a Suécia é muito escura durante o inverno, todas as crianças tomam suplementos de vitamina D. Acho que o mais importante não é focarmo-nos no facto de só comermos vegetais, mas garantir variedade na nossa dieta, comer vegetais de todas as cores e não ficar preso nos mesmos padrões alimentares."

David Frenkiel, a mulher Luise Vindahl e a filha mais velha, Elsa - uma família de vegetarianos felizes

David Frenkiel, a mulher Luise Vindahl e a filha mais velha, Elsa - uma família de vegetarianos felizes

Quanto aos pratos preferidos de Luise, são os mesmos dos das outras crianças da sua idade: "Adora pizza, pasta e panquecas, que cozinhamos em casa em versões mais saudáveis. O seu vegetal preferido é o brócolo, de preferência grelhado no forno. E à sexta-feira, é ela quem escolhe a sobremesa. Que no verão, é quase sempre um gelado da nossa barra de gelados orgânicos".

O livro deste casal é, antes de mais, uma lufada de ar fresco nas receitas vegetarianas tradicionais, que comprova que é possível fazer quase tudo na cozinha – sem carne nem peixe. Quem disse que a cozinha vegetariana tinha de ser sensaborona?

Um "pancakecake" (bolo de panquecas) com frutos vermelhos, uma das muitas receitas de sobremesas, saladas e pratos interessantes propostos por este casal.

Um "pancakecake" (bolo de panquecas) com frutos vermelhos, uma das muitas receitas de sobremesas, saladas e pratos interessantes propostos por este casal.