Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Casal detido por comprar recém-nascido

  • 333

A Polícia Judiciária do Porto deteve esta sexta-feira um casal de Santa Maria da Feira, por ter pago por um bebé de seis meses, filho de imigrantes de Leste, “uma elevada quantia monetária”. Os pais biológicos ainda não foram localizados

Isabel Paulo

Isabel Paulo

Jornalista

O bébé de seis meses retirado esta sexta-feira a um casal encontra-se “a salvo e bem de saúde”, soube o Expresso junto de fonte próxima do processo. Na sequência de uma investigação em curso desde o início do ano, a PJ do Porto deteve esta manhã, em Santa Maria da Feira, uma mulher de 23 anos e um homem de 30, suspeitos de terem pago uma “elevada quantia monetária” pelo bebé, “tendo em vista assumir a sua paternidade à margem do eistema legal de adoção”, refere a Judiciária em comunicado.

O bebé, cujo parto teve lugar no hospital de Santa Maria da Feira, em novembro de 2015, foi adquirido a um casal a residir em Portugal numa situação de grande precaridade económica e social. Segundo o “Jornal de Notícias”, os falsos pais terão pago 2500 euros ao casal oriundo do Leste europeu, que a PJ ainda não conseguiu localizar, mantendo por isso a investigação em aberto.

Ao que o Expresso apurou, o pai adotivo, vendedor ambulante tal como a mulher, fez-se passar pelo pai biológico no hospital, procedeu ao registo do recém-nascido e levou-o com a mãe. O casal detido por tráfico de seres humanos já foi presente esta sexta-feira a interrogatório judicial, em Aveiro.