Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Um grande choque para os grandes despesistas

  • 333

Uma pulseira que dá choques elétricos de 255 volts, quando a conta bancária ultrapassa o valor mínimo estipulado, é a mais recente invenção para controlar as despesas dos consumidores

Se o valor da sua conta bancária ultrapassar o valor mínimo acordado, a pulseira Pavlok entra em ação: o utilizador pode receber um choque elétrico de 255 volts, para o recordar que está a gastar em demasia. A bracelete pode também funcionar juntamente com medidores inteligentes (climatizadores ou termostatos), que permitem reduzir o aquecimento da sua habitação poupando nas contas de eletricidade, caso seja necessário.

Até esta quinta-feira, segundo avança a BBC, nenhum banco anunciou a sua associação a este produto que quer tirar partido da Internet of Things (A Internet das Coisas), mas a empresa britânica Intelligent Environments já o fez, publicando uma lista onde constam vários bancos britânicos.

Afastando a ideia de que esta será uma solução demasiado controladora, o CEO da Intelligent Environments David Webber assegura que a solução pretende apenas “reagir a mudanças no bem-estar financeiro” das pessoas. “Se chegares a casa e achares que queres a casa mais aquecida, podes sempre ligar o aquecimento”, explica, acrescentando que os choques da pulseira podem também ser desativados. Webber acredita que a Internet of Things (dispositivos em conexão uns com os outros e com os seus utilizadores) será uma indústria de rotura no futuro, tal como os tablets e os smartphones foram há uns anos.

Mas nem todos estão de acordo. Em entrevista à BBC, o especialista em cibersegurança da Universidade de Surry Alan Woodward considera que, embora “este tipo de tecnologia seja desenvolvido com a melhor das intenções, o caminho para o inferno fica em aberto. O facto de conseguirmos conectar dispositivos em massa não significa que o devemos fazer.”