Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Governo aloca €20 milhões para descarbonizar cidades

  • 333

José Mendes, secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, admite ter sido criado um grupo de trabalho que apresentará dentro de dois meses uma solução para regulamentar empresas como a Uber ou a Cabify

O Governo quer descarbonizar as cidades. E também a economia. Para tal, serão alocados cerca de 20 milhões de euros para financiar candidaturas de municípios que queiram promover “a apropriação de tecnologias de baixo carbono e fomentá-las em comportamentos associados a dimensões da vida urbana”, revela José Mendes, secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, em entrevista o “Público” esta segunda-feira.

Estes fundos, que fazem parte do programa Living Labs, darão prioridade a iniciativas de mobilidade elétrica e ciclável, garante José Mendes. Na mesma entrevista, o secretário de Estado Adjunto e do Ambiente adianta que foi criado um grupo de trabalho que apresentará dentro de dois meses uma solução para regulamentar empresas como a Uber ou a Cabify. “Têm 60 dias para fazer recomendações ao Governo. Até lá ,vão seguramente revisitar os requisitos de acesso à atividade de transporte de passageiros, o acesso ao mercado e a regulamentação das plataformas que aproximam a procura da oferta”, refere.

Para breve chegará também a regulamentação do transporte flexível, que consta no programa do Governo. “Trata-se do decreto-lei que institui uma modalidade de transporte dirigida para regiões de baixa densidade. É o chamado ‘transporte a pedido’, que permite criar centrais de reserva, organizar a procura e depois desenhar a oferta em função disso, incluindo veículos de táxi e outros de transporte coletivo, e também a participação do terceiro sector, como as IPSS. Os operadores clássicos de transporte que não foram capazes de gerar oferta para estas situações de baixa densidade também podem ser integrados.”

Esta plataforma não será só eletrónica, pois “muitos utilizadores de transporte flexível são pessoas de regiões de baixa densidade, às vezes infoexcluídas.”