Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Duarte Gomes escreve sobre o amigo Paraty: “És uma das minhas referências de vida. E agora mais ainda”

  • 333

HUGO DELGADO/ Lusa

Paulo Paraty morreu esta quarta-feira aos 53 anos, vítima de cancro diagnosticado em 2014

Duarte Gomes

Duarte Gomes

ex-árbitro de futebol

ex-árbitro de futebol

Acabei de saber.

Decidiste partir e não disseste nada a ninguém.

És assim. Sempre foste.

Independente. Corajoso. Aventureiro.

E sempre pensaste pela tua cabeça. Teimosamente.

Sempre decidiste sozinho o que querias fazer, onde querias estar, como querias entrar e como preferias sair. Teimosamente.

Estou entorpecido, confesso. Não consigo sentir muito, agora.

Apenas um vazio enorme, quase angustiante. Daqueles que as palavras não explicam, que o coração sente e que os olhos não escondem.

Até nisto tinhas que ser diferente porque igual a ti próprio.

Apanhaste-me desprevenido. Apanhaste-nos a todos.

Não que não soubessemos que estavas quase a viajar, mas porque sempre pensámos que teríamos tempo para de te dar um último abraço.

Merecias isso.

Porque pessoas assim, como tu, mereciam tudo. Em vida e no momento em que decidem viajar assim. Como hoje decidiste.

Paulo Paraty em outubro de 2006

Paulo Paraty em outubro de 2006

Antonio Cotrim/ Lusa

Quero que saibas que materializas agora tudo aquilo em que acredito. Em que sempre acreditei.

Que a vida é o maior dos valores e o único que merece ser preservado com carinho e cuidado. Porque é um privilégio finito que deve ser saboreado ao máximo.

E que tudo o resto - cargos, ambição, vaidade, trabalho, problemas, discussões, competitividade... não valem nada.

São entretenimentos que o nosso mundanismo provinciano arranja para estragar a beleza do prazer que é estar vivo.

Somos assim. Tão humanamente estúpidos. Tão estupidamente humanos.
E tu respondes-nos assim. Com esta última lição. De luva branca. Com a mestria habitual.

És uma das minhas referências de vida. E agora serás mais ainda.

Porque pessoas como tu não morrem. Vivem para sempre em cada um de nós.
Um dia contas-me tudo sobre essa aventura. E eu conto-te como ela me ensinou a ser um homem melhor.

Vemo-nos por aí.

  • Morreu Paulo Paraty

    Ex-árbitro internacional de futebol faleceu esta quarta-feira, vítima de doença cancerígena. Tinha 53 anos