Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Agentes da PSP treinados para identificar a “sintomatologia” do terrorismo

  • 333

Ana Baião

PSP quer que agentes envolvidos no policiamento de proximidade de grandes centros urbanos sejam capazes de identificar potenciais terroristas. Desde 2014 que a PSP forma polícias nesta especialidade

Até ao final do ano, cerca de 200 agentes da PSP vão receber formação para identificar a "sintomatologia" do terrorismo: comportamentos, expressões, símbolos, entre outros possíveis indícios.

Com o número de atentados terroristas a ocorrer em solo europeu a aumentar, por parte do Daesh, a Polícia de Segurança Pública portuguesa pretende reforçar as capacidades de cerca 800 agentes, conta o "Diário de Notícias" esta segunda-feira.

A meta é que todos os polícias que estão envolvidos no policiamento de proximidade de grandes centros urbanos - da competência da PSP e que é onde se encontra grande parte dos alvos de maior risco de atentados - fiquem capacitados com a especialidade, escreve o "DN". Quando a formação estiver completa, serão 866 os polícias portugueses treinados para identificar sintomas de radicalização religiosa.

Este projeto nasceu em 2014, ou seja, ainda antes dos atentados terroristas em França e na Bélgica. Porém, este ano está a ser intensificado.

Esta formação conta com especialistas estrangeiros, da rede de sensibilização para a radicalização (RAN-Radicalization Awarness Network), financiada pela Comissão Europeia.