Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

O homem que é famoso porque esmaga coisas

  • 333

VÍCIO Já há pelo menos meio milhão de subscritores viciados nos vídeos de Lauri Vuohensilta, que não podiam ser mais simples

d.r.

Os vídeos de Lauri Vuohensilta são muito, muito simples. A fórmula de sucesso do oitavo canal do Youtube mais seguido na Finlândia é uma prensa que aplica 100 toneladas de força aos mais variados objetos, desde fruta a bolas de bowling. O resultado é estranhamente viciante - e os fascinados já não se resumem aos finlandeses. Falámos com ele

O nome deste canal de Youtube / Facebook não podia ser mais básico: Hydraulic Press Channel (canal da prensa hidráulica). O conteúdo também não: todos os vídeos consistem no mesmo esquema e têm nomes parecidos, que variam entre “esmagar uma bola de bowling com a prensa hidráulica” a “esmagar moedas com a prensa hidráulica”. Parece que a fórmula do sucesso é simples: em seis meses, Laudri Vuohensilta já conseguiu mais de meio milhão de seguidores e é uma estrela em ascensão na internet.

Mas afinal o que é que faz dele uma celebridade virtual? Nós explicamos: a família de Laudri, um finlandês que além de gerir o canal também levanta pesos em competições, é dona de uma fábrica de metais. É lá que está a tal prensa hidráulica que, como Lauri explica ao Expresso, a família tem “há mais de 20 anos” e que serve para esmagar objetos com “mais de 100 toneladas de força”.

Não há mais nenhum segredo para o sucesso de Lauri, orgulhoso dono do oitavo canal de Youtube mais seguido da Finlândia. Ele apenas pôs em prática o que sabia que muitas pessoas queriam ver, uma vez que ele próprio “via canais semelhantes” desde sempre. A prensa facilitou a tarefa, mas à medida que o canal cresce o finlandês sente-se pronto para abraçar novos desafios: “O próximo plano é comprar uma prensa com mil toneladas de força” para conseguir destruir gadgets e telemóveis mais resistentes, explica.

Para Lauri, estes são vídeos “divertidos e fáceis de ver”, uma vez que têm uma duração “curta e vão diretos ao assunto”. Tem razão: cada vídeo começa com a apresentação do objeto que vai passar pela temível prensa hidráulica, depois é esmagado e depois surge a mensagem em que Lauri pede novas ideias - os seguidores correspondem e fazem os pedidos, dos mais previsíveis aos mais excêntricos.

“Há sempre este entusiasmo para saber o que aconteceria se o objeto se partisse ou até explodisse: o que encontraríamos lá dentro?”, prossegue Lauri. É por isso que já esmagou os objetos mais diversos, com resultados igualmente diversos, desde o sumo de um ananás (“hmm, sumarento!”, comenta ele enquanto se ri) aos restos mortais de uma Barbie.

As pessoas ainda não o reconhecem na rua, admite Lauri, mas este é “um hobbie que se está a tornar lentamente um trabalho”. “Fazer os vídeos não demora muito tempo, mas recebo muitas mensagens e telefonemas todos os dias”, detalha. Por isso, o que começou por ser uma espécie de excentricidade divertida pode mesmo tornar-se a sua atividade principal: “Se o meu canal continuar a crescer assim, poderei viver do lucro que estes vídeos e os anúncios do Youtube me trazem”.