Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Ainda há Peixe em Lisboa

  • 333

d.r.

Até domingo ainda vai a tempo de provar berbigão com testículos de galo, sapateira no cesto com esparguete de pepino, gelado de salmão ou até uma chouriça de castanha

Falta pouco para terminar a nona edição do Peixe em Lisboa. Até domingo todas as razões são boas para uma deslocação ao Pátio da Galé, no Terreiro do Paço. Dez restaurantes oferecem propostas inusitadas para degustar durante os próximos dias, além de, no programa oficial, encontrar inúmeras atividades paralelas que incluem aulas de cozinha, palestras com chefes premiados e ainda um salão de exposições repleto de produtos únicos, como a chouriça de castanha e outros com o símbolo Portugal Sou Eu.

SUGESTÕES

Tasca da Esquina e Peixaria da Esquina

O vencedor do Prémio Carreira 2016 do Guia Boa Cama Boa Mesa, um dos precursores da cozinha de autor em Portugal está nesta edição do Peixe em Lisboa num terreno que domina. Apaixonado pelos produtos do mar “Para temperar…” apresenta Espadarte marinado, Choco em salada de legumes assados, Sanduíche de atum, tomate e manjericão. “Para conservar...” há Terrina de tamboril e camarão, Alhada de raia com amêndoas e escabeche do dia. “Para cozinhar...” as propostas são de Caldo de peixes e mariscos com ovo escalfado, Açorda negra de ovas com lombo de skrei, Pastel de atum, ovos verdes com caviar de salmão e Eirozes fritas. O Doce da esquina e o Creme queimado de bolota, Cacau e Lúcia-lima são as propostas doces de Vítor Sobral.

José Avillez

O mais premiado dos chefes de cozinha nacionais, vencedor de um Garfo de Ouro na edição 2016 do guia Boa Cama Boa Mesa volta a marcar presença. As propostas de cozinha criativa e sofisticada passam por Gambas do Algarve em ceviche (€5), Brioche de santola e abacate, cebola roxa e coentros e Vieiras marinadas com abacate (€7), Bifana de atum em bolo do caco, Bacalhau à Brás com azeitonas explosivas e Polvo com molho de kimchi, alho e coentros (€8). Para sobremesa José Avillez sugere Avelã3, uma receita do Cantinho do Avillez e do Café Lisboa (€5).

Arola e Midori By Penha Longa Resort

As propostas destes restaurantes passam pela cozinha atlântica de Sergi Arola, conceituado chefe catalão, premiado no país vizinho, e pela gastronomia de inspiração oriental do chefe Pedro Almeida. No menu Midori há degustações a €5 que incluem Sashimi de carapau com gaspacho de miso e sorbet de tomate e dashi, a €8 com Hot maki de salmão e camarão com espargos (8 peças) e a €10, preço para o Ochazuke de cogumelos e peixe. Para sobremesa (€5) Sakura e amendoim. No Arola prove Raviolis de pepino e camarão fumados, caviar de arenque (€5), Ceviche de robalo alimado com leite de tigre (€8) e Falso arroz de lingueirão à bulhão pato e queijo idiazabal (€12)

Chapitô à Mesa

É a estreia do chefe Bertílio Gomes no Peixe em Lisboa. Espere propostas de gastronomia tradicional com atributos de contemporaneidade. Há para descobrir Focáccia de salicórnia e algas (€4), Cavala lacada com geleia de mirim e pera abacate, Berbigão com testículos de galo e creme de batata-doce (€5) e ainda um Bacalhau à Brás versão Bertílio Gomes (€9). A degustação de €10 apresenta Pescada com ravioli de tomate e molho de amêijoas, a sobremesa (€4) uma Extravagância de chocolate ou Maracujá com chocolate branco.

A Chevicheria

O mediático chefe Kiko Martins apresenta-se nesta edição com os ceviches que começam a conquistar a capital. Há Ceviche puro e Ceviche de salmão para provar (€8), indo as propostas também para as Mini sandes de camarão e choco e ainda para o Taco de tártaro d’O Talho (€5), o outro restaurante lisboeta de Kiko Martins. Prove ainda Quinoto do Mar e Bacalhau Confitado com Húmus e Azeitonas (€10) e as Vieiras com Presunto e Ajo Blanco (€12). Para sobremesa sugere-se Quinoa, Doce de Leite e Avelã (€5).

Ribamar

A simplicidade de Hélder Chagas é muitas vezes desarmante. Serve peixes e mariscos das nossas águas, com pureza e finura. Para o Peixe em Lisboa traz Preguinho de espada preto, Sopa rica de peixes e mariscos, Arroz de lingueirão, Caranguejo frito com creme de abacate e lima e ainda um Brullé de salmonete. O chefe de Sesimbra propõe ainda Tempura de espada preto, Ovas de choco ao alhinho e Pés-de-burro, bem como ouriços-do-mar. As sugestões doces passam por Prazeres de Tróia, Farinha torrada e Delícia de chocolate.

IBO

O restaurante do Cais do Sodré estreia-se também no Peixe em Lisboa. Junta à vertente marisqueira a influência africana, sobretudo de Moçambique. Na carta apresenta Puntillitas com maionese de citrinos e malagueta Sacana, Croquetes de sapateira com molho de iogurte açafrão e coentros, Muxama de atum com vinagrete de manga, Escabeche de cavala, Chamuça de peixe com chutney de banana-maçã, além de Xarem de ameijoas em molho vinagre e rolinhos de linguado no forno e Tataki de atum em creme de Portobello e pickles agridoces.

Justa Nobre

As propostas de Justa Nobre passam pela cozinha tradicional, apresentando-as sempre com toques contemporâneos. Há Surpresa de salmão da Noruega, Pêra abacate e sapateira no cesto com esparguete de pepino (€6), Bacalhau da "Terra do Bacalhau" cozido em azeite e tomilho com esmagado de grão-de-bico e ainda uma Tranche de skrei da Noruega com mexilhões e brás de legumes (€8) e uma Aletria de abóbora com amêndoas crocantes (€5) para sobremesa. Justa Nobre tem ainda um menu criança com Bolonhesa de salmão ou Hambúrguer de skrei da Noruega com batata chips e pipocas (€5).

Ritz Four Seasons Hotel Lisboa

A técnica e o apuro da cozinha francesa de Pascal Meynard apresentam-se nesta edição com propostas irreverentes, algumas até com uma ponderada dose de risco. Na estreia no certame há Salmão mi-cuit, mostarda agridoce e lima, crocante de legumes biológicos, Polvo fumado, taboulé de legumes com ají, pickles de beterraba, chips de broa de milho e ainda Tártaro de dourada, espuma de maracujá, pimenta espellete e laranja cara cara, chips de broa de milho (€5). O Bacalhau lacado com molho miso, algas e sésamo, consommé de gengibre e limequat Lakeland, bem como o Lavagante com trufa preta e yuzu, salada de espinafres, estaladiço de alho francês, custam €8.

Taberna da Rua das Flores

André Magalhães leva ao Peixe em Lisboa petiscos portugueses polvilhados com ingredientes de outras paragens. A conhecida taberna que comanda integra na ementa Churros de sapateira com bisque de cacau (€4), as clássicas Pataniscas de bacalhau (€5), O "pica-pau" de espadarte de Sesimbra (€6) e ainda Xarém de camarão, Pampo dos Açores com mandioca e carbonara de lula gigante dos Açores (€8). Para sobremesa arrisque numa Mousse de chocolate com tobiko ou numa pannacotta de algas (€4).

Carapaus de comida

Esta quinta-feira no Peixe em Lisboa continua-se a divulgar o Carapau e para o enaltecer há aulas de cozinha com o chefe Vasco Sampaio. Pela Cozinha SANA Hotels - SANA Silver Coast vai-se aprender a preparar o carapau e o pimento assado e a fazer Carapau da costa de Peniche crocante com polenta de pimentos assados e algas com sésamo. Ao lado Nuno Diniz, na Cozinha Docapesca apresenta Carapau seco e em conserva da Lota de Nazaré. Na sexta há “Conversas Sobre Vinho” e vai-se aprender a conhecer "Vinhos para acompanhar peixes gordos" com Manuel Moreira. No sábado conheça propostas com Cavala da Lota de Peniche e no domingo pode ainda assistir a uma aula de cozinha com Rui Silvestre, o premiado chefe do restaurante Bon Bon, no Carvoeiro.

PROPOSTAS

Boa Cama Boa Mesa na SIC Notícias: em nome da sustentabilidade ambiental

O guia Boa Cama Boa Mesa e a Sociedade Ponto Verde associaram-se com o objetivo fazer da sustentabilidade ambiental uma prioridade no setor turístico. Ao longo deste fim de semana, a partir de sábado, na SIC Notícias (com repetições na SIC Mulher e SIC Internacional) revisitamos hotéis e restaurantes a que foi aplicado um questionário sobre práticas de sustentabilidade que serve de base para se chegar a um índice de boas práticas, elaborado em exclusivo para o Boa Cama Boa Mesa pela Sociedade Ponto Verde. O indicador permite traçar um retrato do setor turístico a nível ambiental, contribuindo também para sensibilizar os responsáveis de hotéis e restaurantes para as rigorosas exigências colocadas aos promotores.

Boa Cama Boa Mesa nomeado para os Prémios AHRESP

Premiar o que de melhor se faz em áreas como a gastronomia, restauração, hotelaria, vinho e turismo é o objetivo dos Prémios AHRESP que, este ano, na sua segunda edição, contemplam 45 nomeados. O Programa de Televisão Boa Cama Boa Mesa na SIC Notícias está nomeado na categoria de Programa de divulgação de oferta turística. A votação online está a decorrer no site oficial da AHRESP até dia 30 de abril.

Os Prémios AHRESP têm como objetivo divulgar o que de melhor se faz no mercado, distinguindo empresas e profissionais que fazem a diferença e marcam novos trilhos nestas diversas áreas.

Edição 2016 já à venda

Há muito mais para descobrir na edição deste ano do guia Boa Cama Boa Mesa. Além dos vencedores do Garfo de Platina para o melhor restaurante de Portugal e a Chave de Platina que distingue a melhor unidade hoteleira do País, este ano, há €1000 euros em descontos, e o guia apresenta um Indicador Tecnológico desenvolvido em exclusivo pela Samsung. Ao longo do último ano foram recolhidas informações relativas à forma como a hotelaria e a restauração estão a lidar com as novas tecnologias, quer do ponto de vista funcional e de melhoria do negócio como do aumento do negócio e da qualidade de serviço. Os resultados são apresentados numa escala de 0 a 5 e espelham, entre outros aspetos, o tipo de dispositivos utilizados nas operações diárias dos hotéis e restaurantes, informação digital e equipamentos e tecnologias colocados à disposição dos clientes.