Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Taxas sobre resíduos urbanos e saneamento em Lisboa duplicaram em 2015

  • 333

O presidente da Câmara de Lisboa respondeu às criticas do ex-presidente do CCB numa mensagem publicada no Facebook

Nuno Fox

Para cumprir as recomendações da entidade reguladora dos serviços de águas e resíduos, desde o início de 2015, o município passou a aplicar novas taxas sobre os resíduos urbanos. Valor de impostos passou de 84,5 para 164,6 euros

Os habitantes da capital portuguesa pagaram mais 80 euros em 2015 de taxas sobre resíduos urbanos e saneamento do que em anos anteriores. Isto fez com que as receitas da câmara de Lisboa disparassem, revela o "Jornal de Negócios" esta sexta-feira.

Para cumprir as recomendações da entidade reguladora dos serviços de águas e resíduos, desde o início de 2015, o município passou a aplicar uma taxa sobre resíduos urbanos, manteve a taxa de saneamento e transformou a taxa de conservação de esgotos na taxa de protecção civil. Estas novas taxas provocaram um aumento, para o dobro, do valor médio que os lisboetas pagam com a factura da água.

Em 2014, estas taxas custavam 84,5 euros aos lisboetas, mas em 2015 passaram a valer 164,6 euros. Estes números fazem parte das conclusões do relatório de gestão da câmara de Lisboa relativo ao ano de 2015, ano em que a receita do município chegou aos 710 milhões de euros.

Em particular, a nova taxa de saneamento, que rendeu 29 milhões de euros em 2014, gerou 50 milhões de euros no ano passado, conta o "Negócios".