Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Defesa de Sócrates nega jantar proibido com Carlos Santos Silva

  • 333

António José / Lusa

Comunicado de João Araújo e Pedro Delille lamenta “tamanha invenção” e anuncia que será apresentada uma queixa contra o “Correio da Manhã”

A defesa de José Sócrates desmentiu esta segunda-feira a manchete do “Correio da Manhã”, que dá conta de um jantar entre o antigo primeiro-ministro e o empresário Carlos Santos Silva num restaurante em Benfica.

“A notícia de capa do ‘Correio da Manhã’ referente ao sr. Eng. José Sócrates é, mais uma vez, falsa e completamente disparatada. Desde que está em liberdade, o sr. Eng.º José Sócrates nunca jantou nesse restaurante e nunca jantou com o seu amigo Eng.º Carlos Santos Silva”, refere um comunicado assinado pelos advogados João Araújo e Pedro Delille.

Lamentando que continue aquilo que considera ser uma “campanha” contra Sócrates, a defesa do ex-primeiro-ministro anunciou que vai apresentar uma queixa-crime contra o matutino.

“Tamanha invenção só vem confirmar a campanha de ódio e de perseguição pessoal, o desprezo pela verdade e a falta de respeito com os seus leitores. Tal ‘notícia’ constitui um crime. Será hoje mesmo apresentada a correspondente queixa para o devido procedimento criminal”, acrescenta o comunicado.

O “Correio da Manhã” noticiou na edição desta segunda-feira que José Sócrates teria jantado durante a última semana com Carlos Santos Silva no restaurante Solar dos Leitões, em Benfica, Lisboa, desrespeitando uma das medidas de coação decididas pelo juiz Carlos Alexandre. Os dois principais arguidos da Operação Marquês estão proibidos de contactarem um com o outro.