Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Autoridades confirmam ferido muito grave no incêndio na Doca do Bom Sucesso

  • 333

ANTÓNIO COTRIM / LUSA

O incêndio desta madrugada na Doca do Bom Sucesso, em Lisboa, provocou um ferido em estado muito grave, um jovem que terá sido visto a sair da embarcação onde deflagrou o fogo e que está internado no Hospital de Santa Maria

O incêndio que deflagrou esta madrugada na Doca do Bom Sucesso, em Lisboa, provocou um ferido grave. Em declarações à SIC Notícias, o capitão Malaquias Dopmingues, da Capitania de Lisboa da Polícia Marítima confirma que um jovem, aparentemente com sinais de queimaduras, foi visto a sair rapidamente do local onde deflagrou o incêndio.

O jovem em causa seria filho do proprietário da embarcação. Terá abandonado o barco pelos seus próprios meios e deslocado para casa de amigos, daí não constar nos registos de pessoas socorridas no local pelas autoridades. Pouco depois terá dado entrada no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, mas devido à gravidade dos ferimentos foi transferido para uma unidade hospitalar do Porto.

As autoridades receberam o alerta de incêndio às 23h55, tendo sido prontamente mobilizados para o local uma equipa de bombeiros, bem como responsáveis da Polícia Marítima. Ainda está por apurar a causa do incêndio

Entre os danos causados, conta-se o naufrágio de três embarcações, bem como estragos avultados numa quarta embarcação. O local do incêndio já foi libertado e a administração do Porto de Lisboa poderá agora ordenar a sua limpeza.

  • Fogo na doca do Bom Sucesso causou danos elevados, não há registo de vítimas

    Ainda está por avaliar e remover o que resta das três embarcações afundadas devido a um incêndio na doca do Bom Sucesso, em Lisboa. A operação está a cargo do Porto de Lisboa que ainda não avançou quando irá começar a remoção dos destroços. O incêndio atingiu quatro embarcações, três estão no fundo do rio. O fogo começou por volta da meia-noite, tendo sido extinto perto das 2h. Não há registo de vítimas, apenas danos materiais. A repórter da SIC Sara Sousa Oliveira esteve no local esta manhã