Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Novidades que valem ouro

  • 333

d.r.

Estas são novidades premiadas pela edição 2016 do Guia Boa Cama Boa Mesa a que vale mesmo a pena estar atento. Conheça os novos melhores do país

Ana Fonseca

Recentes, remodelados ou constantes, estes são novos espaços que brindam o país com bom gosto, talento e sofisticação. O Guia Boa Cama Boa Mesa na edição de 2016 distingue-os com Chave e Garfo de Ouro.

HOTÉIS

PortoBay Liberdade

Verdadeiro resort urbano, é um oásis no centro da cidade aberto em abril de 2015. O edifício, de traça pombalina, foi devidamente recuperado e adaptado a pensar no futuro. Nos 98 quartos, o requinte tanto pode ser sentido nas camas espaçosas, como nas comodidades mais modernas. Nas zonas comuns pode apreciar, em contraste, as cantarias de lioz, a pedra branca utilizada em Lisboa como rocha ornamental nos monumentos históricos. A oferta gastronómica também é variada, mas é no topo que está a cereja. Além do SPA e da piscina interior, usufrua, sem limite, do apetecível lounge, com jacuzzi e bar.

Preços a partir de €110. Rua Rosa Araújo, 8, Lisboa. Tel. 210 015 700

Six Senses Douro Valley

O projeto original recuperou e adaptou para o turismo de luxo esta belíssima quinta duriense com oito hectares, encostada ao rio e com vista privilegiada para o Peso da Régua. Hoje, naquele que é o primeiro resort Six Senses em Portugal criaram-se novos ambientes, enquanto nos 57 quartos, de diversas tipologias e localizações, também totalmente remodelados, foram utilizados materiais amigos do ambiente que integram as tradições portuguesas e os elementos água, pedra e madeira. A sustentabilidade é uma das novidades e até o campo de ténis foi transformado numa horta biológica, que alimenta o restaurante e o bar do Spa, a recriar cocktails de chá. A nova centralidade do hotel está agora na Wine Library, com uma vasta oferta de vinhos e produtos de excelência de todo o país. Preços a partir de €240.

Quinta do Vale Abraão, Samodães. Tel. 254 660 600

Vila Monte Farm House

O Vila Monte, agora Farm House, e que em tempo nasceu como a Casa do Alemão, tornou-se um resort de referência nacional. Nas recentes e profundas obras de remodelação, dos quartos, das áreas comuns e do conceito, tudo foi visto e revisto. Destaque-se, desde logo, a atenção ao detalhe e o cuidado com cada hóspede. O Vila Monte baseia-se, agora, num “conceito de Farm House perto do mar, com uma simplicidade intemporal, um ambiente local, rústico e um espírito Boho-Chic”. O espaço conta com um magnífico Spa, várias piscinas e um restaurante À Terra, apoiado num Josper e num forno a lenha, e no trabalho de um chefe ambicioso. O Lobby Market é outra das apostas da unidade, bem como a organização de atividades diversas, dentro e fora de portas, incluindo sessões de cinema ao livre para usufruir das noites quentes de verão. Preços a partir de €120.

Sítio dos Caliços, Moncarapacho. Tel. 289 790 790

RESTAURANTES

Alma

O Alma abriu finalmente portas no Chiado. Um regresso saudado por todos os que têm seguido o trajeto do mediático chefe Henrique Sá Pessoa. Este novo Alma é seguro e consistente, sem grandes malabarismos ou fogos-de-artifício. O ambiente é informal e as salas, muito agradáveis, têm a garrafeira a ajudar à decoração. Fiel a si próprio, Sá Pessoa aproveita as diversas influências e transporta-as para a primeira ementa, que pode ser experimentada à carta ou, preferencialmente, através dos menus de degustação. Uma boa primeira surpresa é o snack de pimentos vermelhos numa tempura de carvão vegetal, mas a corrida só começa mesmo com o Choco laminado puré de ervilhas, caldo de galinha asiático e o Escalope de foie gras pera, granola de beterraba agridoce, creme de pistáchio, nas entradas. O resto da carta está pronta a ser descoberta ao almoço ou ao jantar. Preço médio: €60 a €70.

Rua Anchieta, 15, Lisboa. Tel. 213 470 650

Al Quimia

Apesar do aspeto jovial e alegre com que contagia a equipa, o caminho do chefe Luís Mourão já é longo. Antes do ano terminar surpreendeu tudo e todos com um jantar onde todos os sentidos eram convidados a participar numa refeição verdadeiramente sensorial. Depois compôs um menu de degustação afinado como uma sinfonia capaz de provocar as mais diversas sensações. O lavagante, com creme de abóbora e gengibre, macaron funcho e amêndoa é a forma perfeita de começar esta aventura gastronómica, o bacalhau com ostra, crumble de enchidos e brandade de batata ratte uma combinação fenomenal. Atreva-se a provar o pato com marmelo, mousse de lentilhas e redução de mel e rosmaninho. Para elevar a experiência, conte ainda com o magnífico cenário proporcionado pela sala e pelos jardins do hotel. Preço médio: €50 a €60.

EPIC SANA Algarve, Praia da Falésia, Albufeira. Tel. 289 104 300

LOCO

Lisboa merecia um espaço assim, desconcertante, ousado e, na verdade, louco. Logo à entrada, surpreende a oliveira suspensa e, ao fundo da sala de jantar, uma parede de losangos em cerâmica recria o efeito de um dos ex-líbris da cidade de Lisboa, a Casa dos Bicos. O jantar está prestes a começar e será único, pela “simples” razão de que os dois menus do LOCO (um de 14 e outro de 18 momentos, em quatro andamentos) alteram-se de semana para semana, ao sabor dos produtos disponíveis. A cozinha está à vista e é a equipa de cozinha que serve à mesa, dando instruções e explicações. No apoio, o sommelier Sérgio Antunes tenta casar os vinhos com a criatividade do chefe Alexandre Silva. Deixe-se levar, de olhos fechados, pelos snacks, pela celebração do pão, que inclui uma frigideira de molhenga, pelos pratos principais, alguns confecionados na própria mesa, ao vapor, outros levados, literalmente, à boca. Para alguns, jantar no LOCO foi como ver o mar pela primeira vez… Preço médio: €70 a €80

Rua dos Navegantes 53-B, Lisboa. Tel. 213 951 861

Mesa de Lemos

O Mesa de Lemos é uma espécie de laboratório privado do chefe Diogo Rocha a servir as suas criações e recriações apenas ao jantar (sexta-feira e sábado), ainda que se estude um dia fixo para almoços de fim de semana. O Dão, na sua faceta mais larga, não apenas ligada aos vinhos, aqui também produzidos e servidos, serve de matriz para o trabalho do chefe e tem continuidade no trabalho de sala, liderado pelo escanção da casa, Eduardo Neto. Os sentidos são preparados com fogo e aromas fortes, antes do desfile de snacks experimentais, da canja de santola às línguas de bacalhau. Segue-se uma quase volta a Portugal em produtos e sabores, dos Açores, as lapas com feijão e feijoca, o bacalhau, com azeites da casa, o robalo de Peniche, e um novilho maturado de sabor imaculado da Beira Interior. Os queijos, de ovelha, de cabra e dos Açores, puxam pelo palato, antes da sobremesa, a pera “do nosso pomar”, com dióspiro e courgette, a revelar doçura, elegância e subtileza. Tudo enquadrado por um belíssimo espaço inserido na Quinta de Lemos. Preço médio: €50 a 60.

Quinta de Lemos, Passos de Silgueiros, Silgueiros, Viseu. Tel. 961 158 503

O Paparico

O Paparico é um restaurante singular. Noturno por vocação, só abre ao jantar. Apesar de não haver aqui um chefe de renome a fazer as honras da casa e a localização não oferecer mais do que uma ida ao próprio restaurante é um local obrigatório na cidade. O envolvimento começa logo na aconchegante sala de entrada, com lareira, que também faz as vezes de bar. À mesa, a carta é feita para partilhar mas como aqui o bem-estar dos clientes marca o ritmo, as doses podem também ser concebidas pela metade. As entradas são uma verdadeira volta a Portugal, da salada de bacalhau ao queijo de Azeitão, a que se acrescentam algumas ofertas mais criativas, como a moldura de foie. Depois vem o polvo, o bacalhau, o arroz de tamboril, o costoletão e, mais recentemente, o robalo ao vapor com arroz do mar. Cozinha portuguesa sem artifícios e deliciosa. Um complemento valioso é a elaborada carta de vinhos, onde perto de 900 referências insistem numa constante evolução, com variada oferta a copo. Preço médio: €40 a 50.

Rua Costa Cabral, 2343, Porto. Tel. 225 400 548

Palco

A cozinha de Arnaldo Azevedo respira juventude. Faz-se de conjugações surpreendentes mas sobretudo de respeito pela matéria-prima de qualidade. Variada mas consistente concede especial privilégio ao mar, bem patente nos diversos peixes e mariscos da carta. Os menus de degustação - Folhas caídas, Almeida Garrett e Palco, de três, cinco e seis momentos respetivamente - conjugam o lagostim, o robalo, a pescada, mas também a vitela e o veado em altura própria. Uma criteriosa seleção de vinhos harmoniza com cada uma destas etapas. A música, o conforto e um serviço sempre rigoroso ajudam a compor o ambiente sofisticado, exuberante e escuro como uma encenação. É o cenário perfeito para esta experiência feita de sensações para as quais muito contribui a primorosa carta de vinhos. Ao almoço, o espaço veste-se de forma mais descontraída com a ementa a refletir essa informalidade. Quando o espetáculo é bom, a plateia aplaude de pé. Preço médio: €40 a €50.

Hotel Teatro, Rua Sá da Bandeira, 84, Porto. Tel.220 409 620

PROPOSTAS

Boa Cama Boa Mesa na SIC Notícias: a entrega dos prémios

Este fim de semana, a partir de sábado na SIC Notícias (com repetições na SIC Mulher e SIC Internacional) recorde a cerimónia de entrega dos prémios atribuídos pelo guia. Oiça os testemunhos dos vencedores desta e de outras edições e ainda a opinião de Francisco Pinto Balsemão. Veja também a consagração de Vítor Sobral que recebeu o Prémio Carreira.
A entrega de prémios do Guia Boa Cama Boa Mesa 2016 reuniu no Espaço Montes Claros, em Lisboa, representantes dos melhores restaurantes e hotéis do país. A Chave e Garfo de Platina, as distinções mais importantes, foram, respetivamente, para o Penha Longa Resort, em Sintra, e o restaurante Feitoria, do Altis Belém Hotel & Spa. Muitos dos distinguidos com Garfos de Ouro e Chaves de Ouro são presença regular devido à consistência do seu trabalho. Outros fizeram a sua estreia e têm pela frente um futuro promissor. Para o presidente do Grupo Impresa, Francisco Pinto Balsemão, esta cerimónia é também uma oportunidade para os protagonistas se conhecerem.

Programa candidato a prémio AHRESP

O programa de televisão Boa Cama Boa Mesa, em exibição na SIC Notícias e com repetição na SIC Mulher está nomeado para os Prémios AHRESP na categoria de Programa de Divulgação de Oferta Turística. Este ano na sua segunda edição, estes prémios têm como objetivo divulgar e distinguir o que de melhor se faz no mercado, distinguindo empresas e profissionais que fazem a diferença e marcam novos trilhos nestas diversas áreas. Os vencedores serão escolhidos apenas pelo público e distinguidos no dia 25 de maio, data da Gala de Cerimónia de Prémios, a ter lugar no Pátio da Galé em Lisboa. Para votar no Programa de Televisão Boa Cama Boa Mesa na SIC Notícias visite a página dos prémios AHRESP ou Vote AQUI no Boa Cama Boa Mesa!