Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Boa Cama Boa Mesa atribui prémio carreira a Vítor Sobral

  • 333

João Rodrigues foi “Chef do Ano” e o Restaurante Feitoria recebeu o galardão Garfo de Platina. A edição 2016 premiou ainda o Penha Longa Resort com a Chave de Platina para o melhor hotel de Portugal

Fernando Brandão

Numa cerimónia repleta de novidades, realizada terça-feira no espaço Montes Claros – Lisbon Secret Spot, o guia Boa Cama Boa Mesa 2016 distinguiu, como já manda a tradição – a primeira edição foi em 2003 - o que de melhor se faz em Portugal nas áreas da restauração e da hotelaria. A atribuição de prémios, que contou com a presença do Secretário de Estado Adjunto e do Comércio, Paulo Alexandre Ferreira, e do Presidente do Grupo Impresa, Francisco Pinto Balsemão, atribuiu, pela primeira vez, o Prémio Carreira, criado para distinguir uma personalidade que, pelo trabalho desenvolvido tenha influenciado de forma singular os setores da hotelaria ou da restauração. As três décadas de trabalho à frente de projetos vencedores, em Portugal, em Angola e no Brasil, bem como o empenho em valorizar quer os chefes nacionais quer os produtos tradicionais justificaram a entrega do prémio a Vítor Sobral, que em Lisboa, lidera os restaurantes Tasca da Esquina e Peixaria da Esquina, modelos já internacionalizados.

Garfo de Platina e Chef do Ano

O galardão de Chef do Ano 2016 foi atribuído a João Rodrigues, do restaurante Feitoria do Altis Belém Hotel & Spa. Já detentor do prémio Chef de l’Avenir, pela International Academy Gastronomy, esta distinção veio confirmar que os caminhos que tem vindo a trilhar, estão a dar bons frutos e que João Rodrigues se afirma cada vez mais no panorama gastronómico português. Os menus sazonais confirmam a consistência do seu trabalho e a sua criatividade, ao mesmo tempo que promove a sustentabilidade, através dos produtos endógenos e biológicos e do óbvio respeito pelos ciclos da Natureza. João Rodrigues que sonhava em ser biólogo marinho, pela enorme paixão que sempre teve pelo mar, hoje demonstra esta preferência através de pratos como o Mar, “composto por produtos endógenos nacionais, onde desidratamos a cabeça da gamba para mostrar que tudo se pode comer e tudo se pode provar”.

Com naturalidade, ao Feitoria é atribuído o Garfo de Platina de 2016, restaurante onde João Rodrigues é chefe executivo há três anos. Aqui, tudo é programado, da loiça Bordalo Pinheiro aos vinhos selecionados por André Figuinha. Os snacks são o arranque para uma degustação memorável, com pontos altos no tártaro de carapau e falso tomate, coroado com copita de Barrancos, seguido de carabineiro do Algarve com salada fresca de pepino. A escala sobe com robalo, lavagante do Atlântico e rapazinhos, desconcerta com uma reinterpretação magnífica de arroz de pato e mais ainda com a recriação das mãozinhas de porco (na verdade bacalhau), gema de ovo e trufa negra.
Ainda nesta vertente, o Boa Cama Boa Mesa considerou como “Revelação do Ano” o Restaurante Lisboeta, da Pousada de Lisboa – Praça do Comércio. Em pleno Terreiro do Paço, o chefe Tiago Bonito tem conseguido gradualmente afirmar a sua cozinha a partir das raízes tradicionais. Ao jantar, é na sala do Lisboeta que melhor se desfruta da carta ou dos menus de degustação (ao longo do ano são também organizados jantares temáticos), que destacam os produtos nacionais de norte a sul. Com os pratos em movimento, a acompanharem a rotação das estações, destacaram-se (re)criações como cozido à portuguesa, caldo de fumeiro e hortelã da ribeira, carabineira, o lavagante e a ostra portuguesa e lombo de borrego, terrina de chanfana, salsifis, pera passa e queijo Serra da Estrela. Para terminar, conte com um pastel de nata muito especial e… lisboeta.

Na edição de 2016 juntaram-se à lista dos 25 Garfos de Ouro, o novo Alma, de Henrique Sá Pessoa, no Chiado, em Lisboa, o Al Quimia, comandado por Luís Mourão no hotel EPIC SANA Algarve, e ainda o LOCO, o inovador restaurante lisboeta de Alexandre Silva. O Mesa de Lemos, Revelação do Ano, em 2015, integrado no projeto Quinta de Lemos, em Viseu, conseguiu evoluir para o patamar seguinte e conquistar o primeiro Garfo de Ouro. Do Porto há a assinalar as entradas do restaurante O Paparico, de Sérgio Cambas, e ainda o regresso do restaurante Palco, sob a responsabilidade de Arnaldo Azevedo, no portuense Hotel Teatro.

Chave de Platina

A distinção máxima da hotelaria, a Chave de Platina, foi este ano entregue ao Penha Longa Resort, em Sintra. A renovação total do hotel, em especial a de cada um dos 194 quartos de diversas tipologias, foi uma das razões do prémio. A nova e fenomenal infinity pool, suspensa e equipada com quatro camas de hidromassagem, duas cascatas e aquecimento, também contribuiu para o galardão, bem como a abertura do novo restaurante LAB by Sergi Arola. No centro de Lisboa o novíssimo Evolution Lisboa Hotel foi destacado como Revelação do Ano. Símbolo da nova geração de hotéis tecnológicos trouxe uma modernidade à capital com a inovação patente nos “e-hosts”, nos terminais eletrónicos, onde se escolhe o quarto, paga e recolhe a chave e na forma igualmente moderna e tecnológica usada par desenhar as áreas comuns. Estrearam-se na lista das 25 Chaves de Ouro os hotéis PortoBay Liberdade, a primeira aposta do grupo PortoBay em Lisboa, o Six Senses Douro Valley que assinala a estreia da cadeia Six Senses em Portugal e ainda o Vila Monte Farm House no Algarve.

O Guia Boa Cama Boa Mesa 2016 está à venda a partir desta sexta-feira, 25 de março, por €9,90 e inclui a oferta de €1000 em descontos nos melhores hotéis de Portugal. Paralelamente vai estar disponível a APP Boa Cama Boa Mesa 2016, para iOS (€3,99) e Android (€3,49). Na edição deste ano fique ainda a conhecer o primeiro Indicador Tecnológico, desenvolvido em exclusivo pela Samsung para o guia Boa Cama Boa Mesa. Ao longo do trabalho de recolha de informação para o guia foram recolhidas informações relativas à forma como a hotelaria e a restauração nacionais estão a lidar com as novas tecnologias, tanto do ponto vista funcional e de melhoria do negócio, como no aumento da qualidade do serviço. Assim, foram avaliados, entre outros pontos, o tipo de dispositivos tecnológicos utilizados nas operações diárias de hotéis e restaurantes, informação digital e equipamentos/tecnologia colocados ao dispor do cliente.

Há ainda para descobrir nas páginas da edição 2016 do Boa Cama Boa Mesa os hotéis e restaurantes com melhores práticas de sustentabilidade ambiental, a partir de um Indicador elaborado em exclusivo para o Boa Cama Boa Mesa pela Sociedade Ponto Verde. Este trabalho, realizado ao longo dos últimos meses, envolveu, igualmente, a sensibilização dos responsáveis pelas unidades de alojamento e restaurantes portugueses dando continuidade a uma parceria iniciada há três anos. Neste âmbito, em 2016 foram distinguidos o Restaurante da Herdade do Esporão e o Neya Lisboa Hotel pelas melhores práticas de sustentabilidade. No guia que chega às bancas esta sexta feira fique ainda a conhecer a parceria do Boa Cama Boa Mesa com o projeto Portugal Sou Eu, para valorização do consumo dos produtos nacionais nos restaurantes e alojamentos.

Lista de premiados Boa Cama Boa Mesa 2016:

Chave de Ouro:

Areias do Seixo Charm Hotel (Torres Vedras, Lisboa)
Bairro Alto Hotel (Lisboa, Lisboa)
Belmond Reid’s Palace (Funchal, Madeira)
Carmo’s Boutique Hotel (Ponte de Lima, Viana do Castelo)
Casas do Côro (Mêda, Guarda)
Conrad Algarve (Loulé, Faro)
Convento do Espinheiro (Évora, Évora)
Flores Village Hotel & Spa (Porto, Porto)
H2otel Congress & Medical Spa (Covilhã, Castelo Branco)
Herdade da Malhadinha Nova – Country House & Spa (Beja, Beja)
InterContinental Porto - Palácio das Cardosas (Porto, Porto)
Martinhal Beach & Resort Hotel (Vila do Bispo, Faro)
Myriad by SANA Hotels (Lisboa, Lisboa)
Pestana Cidadela Cascais (Cascais, Lisboa)
Pestana Palace Hotel (Lisboa, Lisboa)
PortoBay Liberdade (Lisboa, Lisboa)
Rio do Prado (Óbidos, Leiria)
Ritz Four Seasons Hotel Lisboa (Lisboa, Lisboa)
Six Senses Douro Valley (Lamego, Viseu)
Terra Nostra Garden Hotel (Furnas, S. Miguel)
The Cliff Bay (Funchal, Madeira)
The Yeatman (Vila Nova de Gaia, Porto)
Vidago Palace Hotel (Chaves, Vila Real)
Vila Monte Farm House (Olhão, Faro)
Vila Vita Parc (Lagoa, Faro)

Garfo de Ouro:

Alma (Lisboa, Lisboa)
Al Quimia (Albufeira, Faro)
Belcanto (Lisboa, Lisboa)
Boa Nova (Matosinhos, Porto)
Cozinha da Terra (Paredes, Porto)
Degust’AR (Évora, Évora)
Eleven (Lisboa, Lisboa)
Ferrugem (Vila Nova de Famalicão, Braga)
Fialho (Évora, Évora)
Fortaleza do Guincho (Cascais, Lisboa)
Il Gallo D’Oro (Funchal, Madeira)
Largo do Paço (Amarante, Porto)
LOCO (Lisboa, Lisboa)
Mesa de Lemos (Viseu, Viseu)
Ocean (Lagoa, Faro)
O Paparico (Porto, Porto)
Palco (Porto, Porto)
Pedro Lemos (Porto, Porto)
Pequeno Mundo (Loulé, Faro)
Restaurante G (Bragança, Bragança)
Restaurante L’AND (Montemor-o-Novo, Évora)
Restaurante The Yeatman (Vila Nova de Gaia, Porto)
São Gabriel (Loulé, Faro)
Vallécula (Guarda, Guarda)
Vila Joya (Albufeira, Faro)

PROPOSTAS

Boa Cama Boa Mesa na SIC Notícias: celebrar os vencedores de 2016

Este fim de semana na SIC Notícias (com repetições na SIC Mulher e SIC Internacional) conheça em detalhe os grandes vencedores da edição 2016 do guia Boa Cama Boa Mesa. A Chave de Platina foi entregue ao Penha Longa Resort, em Sintra, enquanto o Garfo de Platina foi conquistado pelo restaurante Feitoria, em Lisboa. João Rodrigues arrecadou o prémio de Chef do Ano.