Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Tempestade de granizo que pintou Lisboa de branco vai deslocar-se para sul

  • 333

Zonas do Campo Pequeno, Benfica, Carnide, Alvalade e Lumiar foram algumas das mais afetadas pela queda de granizo na capital. São muitas as imagens disponíveis nas redes sociais. Meteorologista avança ao Expresso que este fenómeno vai deslocar-se para as regiões a sul de Lisboa

Instagram
1 / 10

Tiago Miranda

2 / 10

Tiago Miranda

3 / 10

Tiago Miranda

4 / 10

Tiago Miranda

5 / 10

Tiago Miranda

6 / 10

Tiago Miranda

7 / 10

Tiago Miranda

8 / 10

Tiago Miranda

9 / 10

Tiago Miranda

10 / 10

Tiago Miranda

Instagram
Instagram

A primavera chegou com ares de inverno. Durante cerca de meia hora, a partir das 15h30, ocorreu esta tarde uma forte queda de granizo em algumas partes de Lisboa. Campo Pequeno, Benfica, Carnide, Alvalade e Lumiar estão entre as zonas mais afetadas pelo fenómeno.

“Já era esperada a ocorrência destes fenómenos. Ontem foram também registados episódios semelhantes na Amadora”, disse ao Expresso a metereologista Ângela Lourenço, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

As previsões metereológicas disponíveis no site do IPMA já apontavam para condições favoráveis à ocorrência de precipitação, granizo e trovoada em todo o continente. De acordo com a responsável, é de esperar que possa ocorrer também queda de granizo na zona sul, sobretudo em Setúbal e nas zonas mais a norte dos distritos de Évora, Beja e Portalegre.

Instagram
Instagram

“A tendência é que estes episódios mais gravosos – como os que aconteceram hoje – se comecem a deslocar para a região mais a sul, embora não esteja excluída a possibilidade de ocorrerem noutros lugares do país”, esclareceu.

Até quarta-feira ainda há possibilidade de ocorrência de precipitação em todo o território, ainda que as “condições de instabilidade sejam menores”. Para quinta-feira prevê-se apenas alguma nebulosidade, com alguns períodos de céu mesmo limpo, sendo que a partir de sexta-feira deve mudar novamente o estado do tempo.

“Na sexta-feira santa regressa a precipitação, o que significa que as superfícies frontais vão atravessar o território de norte a sul. A chuva será mais persistente sobretudo nas regiões norte e centro”.

Instagram
Instagram
Instagram

Os termómetros também não deverão oscilar muito nos próximos dias, com as temperaturas médias do país a rondar entre os 7 e os 12 graus Celsius, exceto nas regiões do interior, onde as temperaturas mínimas deverão situar-se entre os 0 e os 5 graus.

No geral, as temperaturas máximas deverão variar entre os 13 e os 17 graus até domingo. Fora deste quadro fica a zona da Serra da Estrela e outras zonas acima dos 1000 metros, onde os termómetros podem oscilar entre os 0 e 10 graus, acompanhada de queda de neve. “É provável haver uma noite mais fria e depois a temperatura recuperar. De um modo geral, as temperaturas não vão variar muito até à Páscoa”.

Instagram
Instagram
Instagram