Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Facebook, nível avançado

  • 333

© Dado Ruvic / Reuters

Quer saber o que pode fazer para gerir a sua conta de Facebook? Tem receio que dados pessoais sejam vistos por quem não quer? Então leia isto. Aqui ficam alguns truques para navegar a outro nível na rede social mais popular do mundo

Metade da população portuguesa tem conta no Facebook - 4,7 milhões - e mais de mil milhões utilizam esta plataforma de comunicação em todo o mundo. É muita gente a usar uma rede social. Com todas as vantagens e riscos inerentes... Se é daqueles que até tem conta mas não domina as múltiplas opções possíveis de aplicar e “desaplicar”, está na altura de aprender. Nunca é tarde.

1. Filtros: o que quero mostrar a quem?

Todas as páginas pessoais de Facebook têm filtros que pode aplicar – uma ferramenta que lhe permite dividir os seus “amigos” por grupos, consoante o seu grau de intimidade e o que quer que leiam ou não. Na hora de publicar os seus posts, ao lado da barra azul que diz 'publicar', existe uma caixa com várias opções que definem que pessoas quer que o leiam. Isto divide os seus posts em categorias diferentes, com vários graus de privacidade: pode escrever publicações exclusivamente lidas por si (“apenas eu”), no reverso da opção “público” - em que todos o podem ler, quer sejam ou não seus amigos de Facebook. Entre estes dois extremos há muitas possibilidades: pode optar por mostrar só aos seus amigos, retirando os conhecidos; pode criar grupos – trabalho, família, amigos chegados. Depois, é só não se baralhar... E saber o que quer mostrar a colegas de trabalho...

2. Impedir que um desconhecido veja o seu perfil

Se não quer que uma pessoa que não conhece saiba coisas sobre si através da consulta do seu perfil no FB, há formas de “blindar” a sua página: nas “definições e ferramentas de privacidade”, pode definir exatamente quem pode ver o quê. Se não quiser que o encontrem numa pesquisa no Facebook, isso é possível. Se não quiser que postem coisas no seu mural, isso é possível. Se não quiser que lhe enviem pedidos de amizade, isso é possível. Quase tudo é possível.

3. Comprovar como outro utilizador do Facebook vê o seu perfil

Não há como tirar a teima. Quer ver o aspeto do seu mural se for pesquisado por um desconhecido, alguém que não é seu amigo de Facebook – e garantir que não vê conteúdos mais pessoais? Por cima da sua foto de capa existe um botão chamado “ver registo de atividade”. Nas reticências, encontra a opção “ver como” - e aí, pode perceber qual o aspeto da sua página para o público ou para amigos selecionados. Uma dica: tenha especial atenção nos carregamentos de fotos por telemóvel. Muitas vezes, as mesmas opções de privacidade não estão disponíveis no seu smartphone (ou têm de ser configuradas).

4. Evitar os conteúdos automáticos na sua biografia

Nesse mesmo botão (“ver como”), pode também limitar aquilo que os seus amigos podem publicar no seu mural. Nas “definições e ferramentas”, tanto pode rever as tags em que surge identificada, como limitar o acesso a posts que tenha feito no passado. Pode também decidir se quer, numa pesquisa geral no Google, que apareça o seu perfil de Facebook.

5. Fechar a sua sessão a partir de casa se a tiver deixado aberta no trabalho

Saiu do trabalho a correr e esqueceu-se de terminar a sua sessão de Facebook? E, por acaso, até anda por lá uma conversa de chat possivelmente comprometedora? Não se atrapalhe. A partir de casa, pode aceder à sua página e encerrá-la. Como? Nas suas “definições de segurança”, existe uma opção chamada “onde tens sessão iniciada”. Aí, pode fechar a sessão. E ainda, através da opção “alerta de início de sessão”, perceber se alguém está a aceder à sua conta.

Mais de mil milhões de pessoas no mundo usam o Facebook. Em Portugal, é metade da população: 4,7 milhões

Mais de mil milhões de pessoas no mundo usam o Facebook. Em Portugal, é metade da população: 4,7 milhões

© Dado Ruvic / Reuters

6. Mudar o seu "estado sentimental" ou dados pessoais sem que os seus 500 amigos fiquem a saber...

Pior do que terminar uma relação é divulgar ao Facebook inteiro a alteração do seu "estado" (para os mais leigos, a opção que permite assumir o seu estado relacional - de solteiro, casado, até ao mais híbrido "é complicado"). No botão "sobre", a secção "família e relacionamentos" inclui o "estado civil". Antes de o alterar, mude a opção para "apenas eu" e depois então proceda à alteração que quiser. Ao menos, não ficam todos a saber.

7. Bloquear certos conteúdos a pais ou chefes

Existe uma opção que lhe permite bloquear certas pessoas de conteúdos específicos, evitando que consigam ler o que outros estão a ver. Nas "definições e ferramentas", a opção 'bloquear' permite editar listas com as pessoas que desejar, ou restringir o acesso a outras. Na mesma opção, pode ainda bloquear utilizadores que não quer que o identifiquem em fotografias, ou até que lhe enviem mensagens.

8. Apagar a sua conta, caso queira – e saber o que acontece se fizer isso

Está é a opção mais radical. Caso queira esquecer a sua conta nesta rede social e acabar com a atividade 'facebookiana', eis o que tem a fazer: entrar em contacto com o Facebook. É essa a única forma de encerrar a sua conta e o processo poderá demorar até 90 dias (3 meses), para que todos os conteúdos publicados sejam eliminados, assim como fotografias e outros dados armazenados. A partir desse momento, a conta não poderá ser reativada e ninguém poderá aceder a ela – os únicos vestígios da sua passagem pela rede são as mensagens enviadas a outras pessoas, que não são eliminadas. Por isso mesmo, antes de avançar para esta atitude mais radical, pense bem – e descarregue uma cópia de todos os seus dados (opção disponível nas "opções gerais de conta").

9. Pôr a sua conta em "pausa"

Se estiver só momentaneamente chateado com a rede, existe uma opção intermédia: desativar temporariamente a sua conta. A opção está disponível no menu de "definições de segurança", onde é a última opção - "desativar conta". Enquanto a conta estiver desativada, ninguém lhe poderá aceder – mas os seus amigos não serão informados desta decisão. E quando decidir regressar à vida social interativa, basta reiniciar a conta.

10. Coisas que o podem ajudar

Já lhe falámos da cópia que pode fazer dos seus dados e fotografias (que vem também com alguns dados interessantes sobre os seus hábitos no Facebook, os likes que fez e a quê, etc...). Mas há outras opções menos conhecidas, como, por exemplo, nomear um herdeiro para a sua conta. Esta opção, disponível desde 2015, evita criar páginas-mausoléu em caso de morte da pessoa (quando muitas vezes ninguém conhece a password, não se lhe consegue mexer). O herdeiro não poderá publicar em nome da pessoa falecida, mas poderá realizar ações como alterar a foto de perfil ou aceitar pedidos de amizade. Poderá também pedir o cancelamento permanente da conta. A opção encontra-se no menu "Definições de segurança", em "contacto legado".