Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Marcelo repõe feriados, mas deixa avisos

  • 333

MIGUEL A. LOPES/LUSA

Presidente promulgou o decreto que restabelece quatro feriados que tinham sido suspensos

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, promulgou esta sexta-feira o decreto que restabelece quatro feriados que tinham sido suspensos, mas deixa o alerta pelo facto de a nova lei poder, eventualmente, “ter implicações económicas e financeiras não quantificadas”.

Numa mensagem publicada no 'site' da Presidência da República, Marcelo Rebelo de Sousa promulgou o decreto do parlamento que restabelece os feriados nacionais, dois civis e dois religiosos, “em coerência com a posição desde sempre assumida nesta matéria”.

O Presidente da República sublinha, contudo, que “a nova lei pode, porventura, ter implicações económicas e financeiras não quantificadas, atendendo à alteração do contexto que a motivou”.

O Presidente da República já tinha revelado na quinta-feira que ia promulgar esta sexta- feira o diploma que repõe os quatro feriados suspensos, o que "suscitou o agrado da Santa Sé".

“Vi que esse tema suscitou o agrado da Santa Sé”, afirmou o Presidente no final da conferência de imprensa que deu na residência da embaixada portuguesa junto da Santa Sé, depois de uma audiência a sós com o papa Francisco.

Além dos feriados civis do 5 de Outubro, que assinala a implantação da República, e de 1 de Dezembro, dia da Independência de Portugal, são repostos os feriados religiosos de Corpo de Deus, móvel mas que se assinala no dia 26 de maio, e do dia de Todos os Santos, a 1 de Novembro.