Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Seguro. “Há muita vida além da política ativa”

  • 333

José Carlos Carvalho

Antigo líder do PS diz sentir-se bem no meio académico e defende que “há muita vida política para lá da vida partidária"

“Acho que ninguém se pode dar ao luxo de dispensar a sua intervenção, mas cada um escolhe os termos e a intensidade dessa intervenção.” Do Parlamento para a universidade, António José Seguro redefiniu os termos da sua participação política. Após a derrota no confronto com António Costa nas primárias socialistas, o ex-secretário-geral do PS abandonou os corredores da Assembleia da República.

Em entrevista ao "Diário de Notícias" esta segunda-feira, Seguro garante agora que é no meio académico que se “sente bem”. “Há muita vida política para lá da vida partidária e há muita vida para além da política ativa”, diz. Neste momento, o ex-político sente que está a ter a intervenção política que entende que deve ter. “E aqui está este pequenino contributo, e humilde, através desta investigação”, disse, referindo-se ao seu livro que foi apresentado na semana passada.

Um dos pontos que a sua tese de mestrado – também editada em livro – aborda é o controlo exercido pelas maiorias absolutas. As maiorias tendem a proteger-se e, por definição, não se controlam a elas próprias. O que não quer dizer que, de quando em quando, não haja um deputado da maioria que diverge, mas estamos a falar da exceção, não da regra”, afirma. Porém, admite que estas têm uma vantagem: “Contribuem para a estabilidade governativa”.

Por isso, lembra feitos alcançados em 2007, como parlamentar, na sua “outra encarnação”: “Criámos direitos potestativos e obrigatórios, [sem estar] dependente de nenhuma maioria.”

  • Seguro promove “reencontro de amigos”

    A apresentação do livro “A reforma do Parlamento português”, de António José Seguro, deu o pretexto para muitos dos amigos, colaboradores e apoiantes do antigo líder socialista se reencontrarem. Ele garante que não foi mais do que isso

  • Seguro regressa para apresentar livro

    Após a derrota nas primárias, o ex-secretário-geral do PS foi fazer um mestrado. Na próxima semana, regressa para apresentar os resultados da sua investigação em livro