Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Um terço das urgências hospitalares em 2015 foram tratadas no privado

  • 333

ana baião

Mais um milhão de consultas e urgências no privado em 2015, face a valores de 2014. Em parte, este aumento pode justificar-se pela utilização da ADSE

São dados significativos e que vão levar muitos especialistas a refletir: em 2015, cerca de um terço das urgências hospitalares em Portugal foram tratadas no sector privado. Ainda no mesmo período, foram feitas quase 8,6 milhões de consultas e urgências nas unidades privadas de saúde, mais um milhão do que em 2014.

Estes números, da Associação Portuguesa de Hospitalização Privada (APHP), são revelados pelo "Diário de Notícias" esta quinta-feira. Segundo Artur Osório Araújo, presidente da APHP, o sector privado tem vindo a crescer "porque há mais pessoas com seguros, uma maior utilização dos utentes com ADSE e porque tem investido numa medicina de qualidade." Só em 2015, o sector da saúde privado faturou cerca de 1855 milhões de euros.

De acordo com o "DN", o contínuo crescimento dos grupos privados, que passaram de uma faturação de 750 milhões de euros para 1855 em 2015, deve-se em parte a uma maior procura da parte de beneficiários da ADSE.