Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Som da publicidade alto nos intervalos? É para acabar, diz a ERC

  • 333

Já lhe aconteceu estar a ver uma série na televisão e, no intervalo publicitário, o som fica muito mais alto do que estava sem que você tenha mexido no comando?

A Entidade Reguladora para a Comunicação Social aprovou esta quarta-feira uma diretiva que pretende “normalizar a intensidade sonora nas emissões televisivas”. Numa nota publicada na página oficial, a ERC justifica a decisão com a necessidade de “assegurar que os níveis de sensação auditiva confortáveis ao telespectador são respeitados”.

“O nível de sensação de intensidade auditiva dos intervalos publicitários e de cada uma das mensagens que os integram, bem como dos demais programas que compõem a restante emissão televisiva, deve ser fixado em –23 LUFS [um LUF corresponde a um decibel]”, lê-se no comunicado. Já quanto aos conteúdos em que não é possível ter o controlo exato da intensidade do volume, como por exemplo nas emissões em direto, “os desvios em relação a este valor não deverão, em geral, ultrapassar ± 1 LU”.

Cada programa passa a ter ainda de fazer a medição do sinal de áudio na globalidade “sem ênfase em elementos específicos, tais como música, fala ou efeitos sonoros”.

As novas regras, que entram em vigor a 1 de junho deste ano, são aplicáveis “a todos os operadores de televisão e distribuição sob jurisdição portuguesa”.