Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Expresso revela: a rede secreta do KGB em Portugal

  • 333

Exclusivo Expresso. Levantamos o véu sobre o longo braço que o KGB lançou sobre Portugal. Trata-se de uma coleção gigantesca de notas coligidas ao longo de 12 anos

Desde novembro que o Expresso tem vindo a consultar o arquivo Mitrokhin, considerado o maior acervo de informação sobre os serviços da União Soviética acessível a investigadores. Como resultado, no sábado publicamos os segredos da rede do KGB em Lisboa e as suas ligações a Portugal. São histórias de espiões, do tempo em que a capital portuguesa era palco de uma guerra fria entre americanos e comunistas, logo a seguir ao 25 de Abril.

Esta é uma coleção gigantesca de notas coligidas ao longo de 12 anos pelo arquivista-chefe do KGB que posteriormente as revelou ao mundo ocidental. A sua publicação transtornou o mundo da política e o do jornalismo e deu azo ao desmantelamento da rede de espiões soviéticos nos Estados Unidos da América e no Reino Unido. Em Itália e na Índia tiveram lugar comissões parlamentares que lançaram uma nova luz, por vezes negra, sobre a história contemporânea daqueles países.

Sobre nós, muito pouco foi até agora revelado. Mas na Revista do Expresso deste sábado levantamos o véu sobre o longo braço que o KGB lançou sobre Portugal, as suas ligações ao PCP, como foram capturados os arquivos da PIDE e muitas outras histórias que começam a revelar uma fotografia que até hoje desconhecíamos.