Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Direção do “Diário Económico” demite-se

  • 333

Raul Vaz e os três restantes membros da direção do "Diário Económico", jornal do grupo Ongoing, apresentaram esta terça-feira a demissão. Jornal vai continuar em banca. Já foi pedido um Processo Especial de Revitalização (PER)

Os salários em atraso, a falta de condições de trabalho da redação e de visibilidade sobre o futuro do jornal levaram há uma semana a direção do "Diário Económico" a pedir à administração uma solução urgente. Sem uma resposta concreta por parte da administração do grupo liderado por Nuno Vasconcellos, a direção avançou com um pedido de demissão, soube o Expresso. O jornal, no entanto, continuará a sair.

Demitiram-se juntamente com o diretor do "Diário Económico" e da ETv, os subdiretores Bruno Faria Lopes, Tiago Freire e Francisco Ferreira da Silva. "Na sequência da comunicação de 23 de fevereiro, e na ausência de soluções para os constrangimentos às condições de trabalho no Económico então reportadas, a direção editorial apresenta a sua demissão de funções", lê-se numa carta enviada esta terça-feira à administração da Ongoing, a que o Expresso teve acesso.

Apesar da demissão em bloco, a direção afirma que pretende manter o normal funcionamento do Económico. "Naturalmente, e no espírito construtivo que sempre a moveu, a direcção está disponível para assegurar o normal funcionamento do jornal, televisão e site, aguardando que a administração tome, o mais depressa possível, as decisões relativas ao futuro da direcção do Económico", conclui a curta enviada à administração.

O administrador do Económico, Gonçalo Faria Carvalho, elogia o esforço que a direção e a redação têm feito para manter os projetos ativos, e diz que foi informado da demissão da direção. "Agradeço o enorme esforço que esta direção tem feito para, em condições muito difíceis, continuar a garantir que o jornal sai e a televisão vai para o ar. O Raul Vaz teve o cuidado de me informar da decisão da direção", adiantou ao Expresso Gonçalo Faria Carvalho. A administração continua à procura de uma solução, ou seja, de um novo dono para o jornal e para a ETv, mas Gonçalo Faria Carvalho não quis avançar se existem negociações, nem em que ponto estão.

Pedido de PER já avançou

A administração da Ongoing, soube o Expresso, avançou entretanto na passada sexta-feira com um pedido de Processo Especial de Revitalização (PER) para o Económico, cuja empresa proprietária é a S.T.&S.F., por sua vez controlada pela Ongoing. Dias antes, a casa mãe, a Ongoing Strategy Investments tinha pedido um PER e visto nomeado um gestor judicial, Fernando Silva e Sousa. O objetivo do PER é evitar a falência.

Há uma greve marcada pela redação do Diário Económico e da ETv para o dia 10 de abril. Com 140 trabalhadores, a redação admitia, no entanto, desmarcar a greve caso lhes fosse pago os salários em atraso: janeiro, fevereiro e o subsídio de Natal.