Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Companhia aérea canadiana está a contratar assistentes de bordo que falem português

  • 333

Bruce Bennett / GETTY IMAGES

O requisito principal é ter o português como segunda língua. A transportadora aérea WestJet está a recrutar assistentes de bordo, com os países de língua portuguesa no horizonte

A companhia aérea canadiana WestJet está a contratar assistentes de bordo que falem o português como segunda língua, disse esta segunda-feira à agência Lusa uma fonte da operadora.

“O português é uma das nove línguas que esperamos contratar para as nossas aeronaves, na sequência da renovação da nossa frota. Alguns desses países podem no futuro ser servidos pela companhia”, disse Robert Palmer, diretor de comunicação da WestJet.

Além de assistentes de bordo que tenham como segunda língua o português, a companhia - com sede em Calgary, na província de Alberta - está à procura de candidatos que também falem francês, espanhol, alemão, italiano, holandês, cantonês, mandarim e japonês.

O responsável reconhece que alguns desses países podem no futuro vir a ser servidos pela WestJet, daí que faça sentido “iniciar-se proativamente” a procura de assistentes de bordo, pilotos e outros membros da tripulação que possam falar uma dessas línguas.

A WestJet tem mais de 140 aeronaves e adquiriu recentemente quatro Boeing's 767-300, estando três deles em serviço, com outro a entrar em funcionamento em maio. Em 2015, a companhia aérea canadiana realizou mais de 200 mil voos, transportando mais de 20 milhões de passageiros em destinos como o Canadá, Estados Unidos, México, América Central, Caraíbas e Europa (Escócia, Inglaterra e Irlanda). A empresa conta com cerca de 12 mil empregados.