Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Bens de Manuel Godinho liquidados para pagar a credores

  • 333

Manuel Godinho no Tribunal de Aveiro

PAULO NOVAIS

O principal credor de Manuel Godinho é o Fisco: exige 40 milhões de euros relativos a impostos. O advogado do empresário pediu a exoneração do passivo restante

Uma casa em Esmoriz, avaliada em 100 mil euros, cinco terrenos, ações das empresas, um carro, uma mota e mais 55 euros que tem numa conta bancária. Estes são os bens que o empresário de sucatas Manuel Godinho, principal arguido do processo Face Oculta, e a mulher vão ver penhorados durante o processo de insolvência que corre no Tribunal de Anadia para pagar parte das dívidas reclamadas pelos credores, conta o "Correio da Manhã" desta sexta-feira. Ao todo, o casal deve 50 milhões de euros.

O principal credor do empresário é o Fisco que reclama 40 milhões de euros relativos a impostos. Mas Manuel Godinho ainda têm mais dívidas a bancos e ao irmão, que exige 90 mil euros.

Segundo o "CM", na quinta-feira, durante uma assembleia de credores, o advogado do empresário pediu a exoneração do passivo restante - uma forma de perdão. Das duas reformas do casal, que rondam o valor de 5 mil euros, a juíza do processo determina um valor mínimo de sobrevivência, para que o restante seja entregue aos credores durante cinco anos.