Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

#Selfies. Vai poder pagar as contas com um autorretrato

  • 333

INOVAÇÃO. "O Selfie Pay" chega no verão a 14 países

Confesso: não tenho pachorra nenhuma para esta moda das selfies. Uma pessoa vai a um concerto e, ao invés de estar com os olhos no palco, está de costas a segurar um selfie stick (pau de selfie, numa tradução literal) para tirar a foto da praxe com os amigos. Outros viajam para Nova Iorque e a primeira preocupação é não saírem de lá sem tirar uma foto com um M&M gigante. E, ao que parece, a última moda entre casais (os de facto e os de ocasião) é tirarem uma selfie depois do sexo. Imagino as vezes em que a foto tem que ser repetida, porque o(a) parceiro(a) não exibe um ar suficientemente triunfante.

Não vou sequer falar do número crescente de pessoas que morrem ou têm acidentes graves enquanto tiram um autorretrato ou dos que acham uma boa ideia tirar uma foto com um golfinho moribundo. Mas com esta é que eu não contava: a Mastercard revelou que vai usar selfies para autorizar pagamentos realizados com o telemóvel. A solução, batizada "selfie pay" (pagamento através de selfie), usa uma imagem captada pela câmara do smartphone que é validada depois por um algoritmo de reconhecimento facial. O cliente só precisa de fazer um download do sistema para o seu tablet ou smartphone para poder usar o novo método.

Depois, é só ligar a câmara, piscar o olho e tirar uma selfie, para impedir que alguém use uma fotografia de outra pessoa para enganar a aplicação. O método não será usado em todos os pagamentos, mas apenas em alguns casos, como uma forma adicional de autenticação. A Mastercard está também a estudar outras formas de reconhecimento biométrico para garantir a segurança das suas transações móvies, incluindo o recurso a leitores de impressões digitais nos smartphones, como o Touch ID presente nos iPhones desde a geração 5S, ou o reconhecimento do ritmo cardíaco. Neste caso, recorreria a um sensor instalado numa pulseira para realizar um rápido eletrocardiograma e, dessa forma, identificar um sinal elétrico único para cada pessoa.

A Mastercard prevê lançar o "selfie pay" este verão em 14 países: EUA, Reino Unido, Canadá, Holanda, Bélgica, Espanha, Itália, França, Alemanha, Suíça, Noruega, Suécia, Finlândia e Dinamarca. Nos inquéritos realizados até agora, 83% das pessoas que experimentaram o sistema acreditam que o método é mais seguro do que o recurso a palavras-passe ou códigos PIN e 92% disseram preferir o novo sistema.

Espera-se que casais com contas conjuntas não tentem pagar as contas domésticas usando selfies pós-coitais.