Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Os sabores “quentes” da cozinha beirã em 10 restaurantes

  • 333

Cabrito, borrego, enchidos e queijos são apenas uma parte do grande “caldeirão” de receitas que tornam a cozinha beirã ainda mais apetecível nos meses frios de inverno

Paulo Brilhante, com Sofia Carvalheiro

Sem discutir geografia ou administração do território nesta abordagem consideram-se os distritos interiores de Castelo Branco, Guarda e Viseu. Faz-se uma viagem por 10 restaurantes (poderiam ser outros tantos) em busca dos sabores fortes e tradicionais da cozinha desta região, muito marcada pelas serras, e onde o cabrito e o borrego, mas também os queijos e enchidos, deixam uma marca forte no paladar.

SUGESTÕES

Cozinha Típica do Montemuro - Mezio

As tradições da Serra de Montemuro estão por toda a parte neste restaurante com cozinha tradicional. Situado à beira da estrada, vale bem uma viagem pelos tradicionais Arroz de feijão com salpicão, servido em taça de barro preto, Feijão com couve e carne fumada, Moira com entrecosto e hortaliça e Cabrito assado em forno a lenha, ao domingo ou por encomenda. A sala é ampla, rústica e pontuada por referências ao burel, ou não pertencesse este espaço à Associação Etnográfica e Social de Montemuro, que tem ao lado do restaurante uma loja de artesanato. PM: €15.

EN 2, Largo Professor do Louro de Jesus, Mezio. Tel. 254 689 265

3 Pipos

Aqui, recebe-se com simpatia e de braços abertos, uma tarefa partilhada por António Miranda e João Cavaleiro. Independentemente das escolhas, duas garantias: as meias doses são fartas e tudo o que chega da cozinha (desde 1992) tem a mão de Maria de Jesus Miranda. Polvo frito com migas e Cabrito à casa podem ser “simples” pratos do dia. Entre as especialidades apresentam-se três pratos de bacalhau: à lagareiro, com broa à 3 pipos e com broa à beirã. Nas carnes, destaque para o Arroz de costelas em vinho e alhos, servido em barro negro de Molelos (a pouca distância de Tonda). PM: €15.

Rua do Santo Amaro, 966, Tonda. Tel. 232 816 851

Vallécula

Tem apenas 30 lugares e uma carta feita para proporcionar longas e saborosas refeições. As entradas são uma irresistível tentação e os pratos principais, baseados no receituário tradicional, são mais do que obrigatórios. Migas de batata, Couve galega com morcela da Guarda, Sopa de cherovias, Coelho com castanhas e Galo no vinho são algumas das especialidades da casa. A refeição não fica completa sem provar os doces regionais e as compotas caseiras feitas com carinho pela Dona Fernanda. PM: €25.

Praça Doutor José de Castro, 1, Valhelhas. Tel. 275 487 123

Camelo

É uma entidade em Seia e não é para menos. Coleciona prémios, menções honrosas e referências de excelência, orgulhando-se de fazer chegar à mesa tudo o que é suposto encontrar num restaurante profundamente ligado à divulgação do património cultural e gastronómico da cidade. Ponto de paragem obrigatório para quem anda em trânsito pela Serra da Estrela, orgulha-se da ementa, fiel às raízes da região, onde não faltam representantes dignos como cabrito assado ou bacalhau. Para começar, os enchidos e os queijos são a escolha óbvia para partilhar, tal como a alheira com grelos. PM: €20.

Eurosol Seia Camelo, Avenida 1º de Maio, 16, Seia. Tel. 238 310 100

O Mário

O Mário é um emblema da região e um embaixador da cultura (não só gastronómica) da Beira Interior. Almoçar ou jantar neste restaurante é ficar a saber mais, é ficar mais rico. O atendimento prestável reforça a vontade de voltar. Na imensa carta existem sempre opções sazonais (míscaros, lampreia, caça…) e muitas especialidades regionais, da tiborna de bacalhau ao arroz de carqueja, passando por cabrito, bucho e javali. Haja estômago e não se distraia com as excelentes entradas. Já no final, e depois de ajudado na escolha dos vinhos que preenchem a imensa garrafeira, tem sempre um pastel de nata de cereja do Fundão ou as tradicionais papas de carolo. PM: €20.

EN 18, Cruzamento de Alcaria, Alcaria. Tel. 275 750 001

Casa d’Irene

Logo à entrada, numa ardósia demasiado discreta para o efeito, são anunciados os pratos do dia (há sempre um de peixe e outro de carne). Ao domingo, não falha o Cabrito assado, fiel à receita tradicional da Beira, enquanto durante a semana a oferta pode variar entre bacalhau e polvo no forno. A cozinha, rústica, está aberta para a sala de refeições e é até provável que lhe perguntem lá de dentro se “quer mais um bocadinho”. Não queira, guarde espaço para a sobremesa, que pode bem calhar num dos dias em que o doce de abóbora ainda está na panela e não quererá perder a experiência de o juntar a um requeijão da terra. PM: €15.

Largo do Almo, Malpartida. Tel. 271 574 254

Santo Amaro

Este é o local ideal para provar as entradas tradicionais da região: maranho e bucho. Aberto desde 1975, o Santo Amaro é bem conhecido pela Sopa de peixe da Dona Helena, confecionada à moda alentejana, com pão torrado, arroz e hortelã, mas livre-se de não provar Bacalhau Dourado! A diferença reside na utilização do fiambre, no molho de tomate e no queijo derretido no topo. Na carta há também cabrito assado no forno e ainda um delicioso frango com molho de frutos silvestres, apanhados nas redondezas. Termine com uma tigelada beirã. PM: €15.

Rua dos Bombeiros Voluntários, Sertã. Tel. 274 604 115

Restaurante Berne

Descer a Serra da Estrela para ir almoçar a Manteigas, em tempo de neve, pode ser uma aventura perigosa. Mas vale a pena o risco quando o que está em causa é uma refeição no Berne, um restaurante discreto, casa mãe do hotel com o mesmo nome, que serve bem e a preços simpáticos. Boa comida serrana que convida à partilha de vários pratos. Desde os mais leves, como peixe do rio grelhado, até aos mais elaborados, como Migas de feijoca com entrecosto. Delicie-se à entrada com um sortido de queijos e enchidos locais. Escolha uma das mesas junto à parede de vidro e aprecie a vista, que tanto vale a pena no verão como no inverno. PM: €15.

Hotel Berne, Quinta de Santo António, Manteigas. Tel. 275 981 35

Hermínia

Começou como taberna, em 1946, para cerca de 30 anos mais tarde ganhar a configuração de restaurante. Situado na avenida central do Fundão, no hotel Samasa, o restaurante Hermínia orgulha-se de ser o mais antigo da terra e também o mais procurado pelos apreciadores da gastronomia beirã. As receitas, como a casa, são de outros tempos. A comprová-lo, o Arroz de míscaros, um clássico da região, a par da Caldeirada de cabrito. As sobremesas são de chorar por mais, com destaque para as tradicionais papas de carolo e a tigelada. PM: €20.

Hotel Samasa Fundão, Avenida da Liberdade, 123/5, Fundão. Tel. 275 752 537

O Valério

É um espaço familiar, que de fora não deixa antever a agitação diária nas duas salas de refeição. Salas pequenas, com pouco espaço entre as mesas, mas nada que não se esqueça com a simpatia de João Valério, que circula entre uns e outros (trata quase toda a gente pelo nome) sem mãos a medir para atender os pedidos. Da cozinha chegam pratos com tempero apurado que revelam muitos anos de experiência à volta do receituário beirão, cozinhados em forno a lenha, como o Cozido à moda da Beira, a Vitela esfarrapada ou o Cabrito assado. Na secção dos fritos, os Peixinhos do rio em escabeche e a Codorniz são imperdíveis. Para terminar, as Papas doces de milho são as vencedoras indiscutíveis. PM: €15.

Rua dos Combatentes da Grande Guerra, 48, Mangualde. Tel. 966 073 790

Boa Cama Boa Mesa na “SIC Notícias”: a inovação tecnológica no PortoBay Liberdade

Este fim de semana na SIC Notícias (com repetições na SIC Mulher e SIC Internacional) conheça uma das novidades da edição 2016 do guia Boa Cama Boa Mesa, que vai para as bancas no final de março. A partir do novo PortoBay Liberdade, em Lisboa, fique a saber mais sobre o Indicador Tecnológico que avalia os restaurantes e hotéis de Portugal, em parceria com a Samsung. Para além da vertente tecnológica desta nova unidade de charme da capital, perceba o sucesso do Bistrô4, com assinatura do premiado chefe Benôit Sinthon. Aproveite ainda este passeio para conhecer, através de diversos equipamentos multimédia, a história da capital portuguesa, no Lisboa Story Centre. Fique atento ao passatempo semanal e ganhe uma noite para duas pessoas nos melhores hotéis nacionais.