Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Pais de menina que caiu de 21.º andar proibidos de sair do país

  • 333

Foram conhecidas este sábado as medidas de coação a aplicar aos pais da menina de cinco anos que caiu do 21.º andar de uma torre no Parque das Nações, em Lisboa, tendo morte imediata

Helena Bento

Jornalista

Impossibilidade de se ausentarem do país e obrigação de se apresentarem periodicamente na esquadra da sua área de residência. São estas as duas medidas de coação a que fica sujeito o casal de empresários chineses cuja filha de cinco anos morreu na madrugada de sexta-feira, na sequência de uma queda do 21º andar de uma torre no Parque das Nações, em Lisboa, onde o casal, de férias em Portugal há cerca de uma semana, se encontrava instalado.

À hora em que a menina caiu da varanda do apartamento, os pais encontravam-se no Casino de Lisboa, a cerca de 600 metros do condomínio, localizado na Avenida no Índico, na Torre de São Rafael, junto ao Centro Comercial Vasco da Gama. A menina estava sozinha em casa.

O alerta foi dado às 3h10 por um segurança do condomínio (os pais não estavam capazes de o fazer), que ligou para o 112. O corpo da vítima foi recolhido às 6h45 e entregue à Polícia Judiciária.

O casal está indiciado pelo crime de exposição ou abandono agravado, punível com uma pena que varia entre os três e os dez anos de prisão.