Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Ryanair admite fazer as rotas que a TAP suspendeu no Porto

  • 333

Lex van Lieshout / EPA

“Vamos olhar para elas [as rotas suspensas pela TAP]. São uma grande oportunidade”, afirmou esta terça-feira o diretor de marketing da companhia aérea irlandesa de baixo

A Ryanair vai avaliar as quatro rotas europeias da TAP canceladas a partir do Porto, afirmou esta manhã o diretor de marketing de companhia de baixo custo.

"Vamos olhar para elas [as rotas suspensas pela TAP]. São uma grande oportunidade", afirmou esta terça-feira , Kenny Jacobs. que falava numa conferência de imprensa em Lisboa, com o objetivo de oficializar o lançamento de uma nova rota diária da Ryanair para Berlim.

A TAP cancelou rotas com partida do Porto para quatro cidades europeias (Bruxelas, Roma, Milão e Barcelona), explicando que apesar das "boas taxas de ocupação os custos da operação dessas rotas não permitem, atualmente, a rentabilidade da sua operação".

Segundo a TAP, as quatro rotas significam um prejuízo 8,020 milhões de euros.

Em declarações aos jornalistas, Kenny Jacobs explicou que as rotas suspensas pela transportadora aérea nacional são "ligações muito importantes para o Porto, para a indústria da moda e também para a agroalimentar", destacando os destinos Bruxelas e Milão.

Questionado sobre a intenção da Ryanair assegurar essas ligações, o responsável da companhia irlandesa escusou-se a fazer mais comentários, prometendo "um anúncio em breve", o que poderá acontecer já esta tarde em conferência de imprensa no Porto.