Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Dois motoristas da Uber queixam-se de terem sido agredidos por taxistas no Porto

  • 333

Uber Portugal lamenta mais um episódio de violência e garante “total disponibilidade” para colaborar com as autoridades

Dois motoristas ao serviço da aplicação móvel Uber queixam-se de que foram agredidos esta manhã por quatro taxistas junto ao hotel Sheraton, no Porto. A informação foi avançada ao Expresso por fonte da Uber Portugal, que lamenta mais um episódio de agressões. “A Uber condena veemente todos os atos de violência. Situações como esta não são aceitáveis numa cidade portuguesa”, refere a empresa.

A Uber garante a “total disponibilidade” para colaborar com as autoridades. “A segurança pública surge em primeiro lugar e apoiaremos de forma incondicional todos os nossos parceiros”, acrescenta.

O Comando Distrital da PSP do Porto também confirmou ao Expresso a agressão levada a cabo por taxistas, embora sublinhe que no registo da ocorrência não é referido que as vítimas sejam motoristas da Uber.

“A agressão terá ocorrido por volta das 10h30 na rua Tenente Valadim [perpendicular a Avenida da Boavista], junto ao hotel Sheraton”, diz a fonte do Comando Distrital da PSP do Porto.

De acordo com a mesma fonte, uma das vítimas disse ter recebido socos por parte do grupo de taxistas, tendo sido transportado para o Hospital de Santo António para receber tratamento.

Taxista condenado por danificar veículo da Uber

Esta terça-feira, um taxista que foi detido no passado dia 8 de dezembro - por danificar um veículo da Uber em Lisboa - foi condenado ao pagamento de uma coima de cerca de 750 euros.

O indivíduo, de 30 anos, foi condenado pela prática do crime de danos, após ter sido apanhado em flagrante delito quando furava o pneu de um veículo com um canivete.