Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Reportagem do Expresso nomeada para o Innovation Award do European Press Prize 2016

  • 333

Reportagem multimédia “Matar e Morrer por Alá: Cinco Portugueses no Estado Islâmico” concorre com trabalhos da Alemanha, Itália, Noruega, Espanha e Suécia

A reportagem multimédia do Expresso “Matar e Morrer por Alá: Cinco Portugueses no Estado Islâmico” está entre os finalistas para os prémios europeus de imprensa na categoria de inovação.

Os resultados estão na lista publicada esta segunda-feira no portal do European Press Prize (EPP).

A reportagem multimédia compete com outros quatro trabalhos da Alemanha, Itália, Noruega, Espanha e Suécia. O vencedor será conhecido a 14 de abril, numa cerimónia que irá decorrer em Praga, na República Checa.

A reportagem do Expresso, publicada em língua portuguesa e inglesa, venceu a edição de 2014 do Prémio de Reportagem Cáceres Monteiro. O trabalho, que foi eleito pelo comité supra editorial do Grupo Impresa entre um total de 29 candidaturas, desvenda o percurso, a conversão e o recrutamento de cinco portugueses que se juntaram ao autodenominado Estado Islâmico, um dos quais já morreu entretanto em combate.

Ao longo do artigo multimédia é pormenorizado o processo de conversão dos cinco jiadistas portugueses retratados, que foram recrutados em Londres, cidade onde parte da reportagem se desenvolve.

O trabalho foi premiado em 2015 com a medalha de prata na categoria “grafismo para especiais” e de bronze para “melhor cobertura multimédia” nos prémios espanhóis ÑH12, para o melhor que se faz no design na Peninsula Ibérica.

Mais recentemente, “Matar e Morrer por Alá: Cinco Portugueses no Estado Islâmico” ganhou também o Prémio de Ciberjornalismo 2015 na categoria Reportagem Multimédia, atribuído pelo Observatório do Ciberjornalismo (ObCiber).