Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

#Startups. Guia para entender o dialeto dos empreendedores

  • 333
EMPREENDEDOR. Miguel Santo Amaro, cofundador da Uniplaces

EMPREENDEDOR. Miguel Santo Amaro, cofundador da Uniplaces

Sabe o que é um "pitch"? Já ouviu falar de "business angels"? E o "seed capital", sabe para que serve? O dialeto dos novos empreendedores, formados em escolas internacionais e habituados a falar inglês todo o dia com trabalhadores, clientes e investidores, está cheio de anglicismos e de léxico saído do dicionário de economês. Eis uma pequena cábula para poder acompanhar melhor a nova vaga do empreendedorismo "made in Portugal", mas de ambição global.

Aceleradora de startups

Incubadora que promove programas de crescimento rápido das jovens empresas, geralmente de três a oito meses, apoiando-as financeiramente, oferecendo-lhes consultoria, formação e participação em eventos, recebendo em troca uma participação no capital da sociedade.

Business angel

Investidor particular que financia as startups na sua fase inicial e lhes empresta toda a sua experiência de gestão.

Exit (Saída)

Momento em que o investidor vende parte ou todas as suas ações, alienando-as aos promotores, a outro investidor ou outra empresa, ou através da cotação da empresa em bolsa.

Fundos de capital de risco

Fundos que promovem o investimento em startups, através da participação temporária no seu capital.

Incubadora de empresas

Organização que alberga e apoia as startups na sua fase inicial, ajudando-as a sobreviver e a crescer.

Pitch

É a apresentação da ideia de negócio de uma empresa, normalmente durante três a cinco minutos, com o objetivo de captar um eventual investidor.

Seed Capital

Financiamento (quase sempre pequenos montantes de capital) que se destina a desenvolver uma ideia, transformando-a num produto ou num serviço.

Séries A-B-C-D-E

As sucessivas rondas de financiamento de uma startup.

Sociedade de capital de risco

Operador financeiro que gere fundos de capital de risco.

Spin-off

Constituição de uma nova empresa por um grupo oriundo da empresa mãe, para explorar novas oportunidades de mercado.

Startup

Sociedades não cotadas em bolsa, com elevado potencial de crescimento e de valorização.

Este sábado leia na revista E do Expresso a reportagem sobre a Uniplaces, a startup portuguesa criada por três jovens de 20 e poucos anos que quer ser o maior site mundial de reserva de alojamento para universitários.