Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Oculus desvenda realidade virtual em tempo real

  • 333

NOVO MUNDO. Animação concebida em tempo real dada a conhecer em Sundance

d.r.

A Oculus Story Studio, a produtora de conteúdos em Realidade Virtual (RV) nascida e criada pela Oculus e adquirida pelo Facebook, apresentou excertos de um novo filme em RV no Festival de Cinema de Sundance, nos Estados Unidos, que deixou alguns espectadores de queixo caído

Luís Proença

Dear Angelica”, a terceira curta-metragem animada a sair em breve da Oculus Story Studio, é a primeira obra a recorrer à renderização em tempo-real, uma nova forma de interação com as narrativas em RV que permite mudar a sequência de acontecimentos do filme, dependendo dos movimentos feitos pelo utilizador do “headset” (Oculus Rift). Este efeito inovador de tempo-real foi desenvolvido com recurso a uma ferramenta batizada de Oculus Quill, que possibilita aos animadores fazerem os seus desenhos enquanto estão o utilizar o “headset”, ao invés de criarem as imagens dos filmes de animação em duas dimensões (2D) e de as converterem depois para 360°.

Em geral, as cenas dos filmes em RV são simplesmente captadas em 360° (com recurso a câmaras digitais de 8 ou 16 lentes), de modo a que o utilizador as possa ver a partir de qualquer ângulo, em função dos movimentos da cabeça.

“Dear Angelica” leva-nos pelas memórias de uma adolescente “sobrevoando” as histórias que a mãe lhe contava quando era criança. Para um dos participantes na apresentação, em qualquer outro media, “Dear Angelica” tratar-se-ia de uma peça de arte conceptual, “uma espécie de aguarela animada surrealista”, escreve Adi Robertson na sua recensão na “The Verge”. Nesta linguagem, conclui, “é extraordinário”.

O desenvolvimento da RV cresce a olhos vistos. Na edição deste ano do Festival de Cinema de Sundance surgiram dezenas de exibidores na secção “New Frontier”, com propostas muito diversas. Os organizadores dividiram-nos em três grupos que, na verdade, misturam géneros de conteúdos com tipos de equipamento: “mobile”, “tethered” (conectado) e “art”. A competição aperta face ao anúncio da entrada dos Oculus Rift (Facebook) no mercado comercial nas próximas semanas e do lançamento de novas versões das tecnológicas concorrentes, nomeadamente a Samsung. Ainda em que em 2D, partilho AQUI um curto vídeo da apresentação de “Dear Angelica”.