Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Paulo Ferrão é o novo presidente da Fundação para a Ciência e Tecnologia

  • 333

Tiago Miranda

Governo escolheu o até agora diretor do Programa MIT - Portugal para presidir ao conselho científico da FCT, que integra ainda Miguel Castanho, Isabel Ribeiro e Ana Sanchez

O Conselho de Ministros aprovou esta quinta-feira a nomeação do novo conselho diretivo da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT). Paulo Ferrão, professor catedrático no Instituto Superior Técnico e desde 2006 diretor do programa MIT - Portugal, assume a presidência. O professor catedrático da Faculdade de Medicina de Lisboa Miguel Castanho, a professora do IST Isabel Ribeiro e a coordenadora do Gabinete de Comunicação e Divulgação de Ciência do Instituto da Tecnologia Química e Biológica da Universidade Nova de Lisboa, Ana Sanchez, foram os outros elementos designados para o conselho diretivo.

Em comunicado, o gabinete do ministro da Ciência e Ensino Superior lembra que a nomeação desta estrutura resulta de um “processo inédito em Portugal de discussão pública”, iniciado em dezembro de 2015. De então para cá, foram ouvidos professores, investigadores, alunos, e responsáveis de instituições da comunidade científica e do ensino superior.

Ao mesmo tempo, foi criado um grupo de reflexão para pensar as “orientações que devem presidir ao futuro próximo da FCT”. Os contributos podem ser lidos no portal do Governo.

A política científica levada a cabo nos últimos anos e, por consequência a atuação da FCT, esteve debaixo de muitas críticas. E é intenção do Governo reverter algumas das orientações. Depois da saída de Miguel Seabra, a fundação foi dirigida por Maria Arménia Carrondo, que é agora substituída no cargo por Paulo Ferrão.

Além da coordenação do programa de parceria entre o MIT e várias instituições e universidades portuguesas, Paulo Ferrão dirige o centro de investigação IN +, Centro de Estudos em Inovação, Tecnologia e Políticas de Desenvolvimento.