Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Ex-administrador da SAD da União de Leiria em fuga há cinco anos detido em Bissau

  • 333

Tinha sido condenado por homicídio. Vai ser extraditado para Portugal

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

António Bastos, ex-administrador da SAD da União de Leiria, foi detido quarta-feira em Bissau, na Guiné-Bissau, após cinco anos em fuga, depois de ter sido condenado a 13 anos de prisão por um crime de homicídio. A informação foi confirmada ao Expresso por fonte oficial da Polícia Judiciária (PJ). O português foi encontrado com documentação falsa.

Em comunicado, a PJ de Leiria refere que “identificou e localizou um homem, com 62 anos, administrador de empresas, alvo de mandado de detenção emitido pela autoridade judiciária competente, após trânsito em julgado da respetiva decisão condenatória, para cumprimento de pena de 13 anos de prisão, em consequência da prática de um crime de homicídio agravado e detenção de arma proibida, no mês de outubro de 2009, em Porto de Mós”.

A detenção, que ocorreu esta quarta-feira em Bissau, deu-se “no decurso de uma operação conjunta entre a Polícia Judiciária portuguesa e a Polícia Judiciária da Guiné-Bissau, com anterior colaboração da Polícia Federal do Brasil, exibindo aquele, na ocasião, documento de identificação falso”. António Bastos será extraditado para Portugal em breve, asseguram as autoridades.

António Bastos, ex-administrador da SAD da União de Leiria, é suspeito de ter morto um homem que alegadamente estaria a assaltar a sua empresa de material de construção em Porto de Mós, em 2009. A vítima estava já referenciada por furtos, tráfico e consumo de estupefacientes, tendo saído da prisão pouco tempo antes do assalto.