Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

MP abre investigação à morte da aluna de Queluz

  • 333

Procuradores querem perceber as causas do incidente que ocorreu há uma semana na escola D. Pedro IV em Queluz

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

O caso da aluna do 6º ano da escola D. Pedro IV, em Queluz-Sintra está a ser alvo de um inquérito por parte do MP. Em resposta às perguntas do Expresso, o gabinete da Procuradoria-Geral da República (PGR) confirma que foi aberta uma investigação na última sexta-feira, dia 29, com o objetivo de perceber o que se passou naquele estabelecimento de ensino.

A aluna de 11 anos que foi encontrada inconsciente numa escola de Monte Abraão, concelho de Sintra, teve morte cerebral em consequência de uma paragem cardíaca, revelou na sexta-feira a direção clínica dos Centros Hospitalares de Lisboa Norte (CHLN).

Segundo a informação, a criança sofreu uma paragem cardíaca que evoluiu para morte cerebral e "não havia qualquer sinal de trauma, nem foi esta a causa de morte".

A menina morreu na quinta-feira no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, onde deu entrada após ter sido encontrada inconsciente, na escola básica pertencente ao agrupamento de escolas Miguel Torga, Monte Abraão (Sintra), onde estudava.

A direção da escola explicou, em comunicado, que a aluna morreu “na sequência de um acontecimento repentino ocorrido na escola, durante o primeiro intervalo da tarde de segunda-feira”.