Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Número um dos serviços de informações portugueses condecorado pelo rei de Espanha

  • 333

Júlio Pereira agraciado com a Ordem de Isabel a Católica

João Carlos Santos

Júlio Pereira recebeu distinção que é atribuída a estrangeiros e espanhóis "por atos de lealdade" ao país vizinho

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

Júlio Pereira, secretário-geral do SIRP (Sistema de Informações da República Portuguesa), foi condecorado pelo reino de Espanha com a grã-cruz da ordem da rainha Isabel a Católica. Esta distinção é atribuída a cidadãos estrangeiros e espanhóis "por atos de lealdade ao país". A condecoração, com graus que vão da cruz ao grande colar, contribui para fortalecer as relações de amizade e cooperação entre Espanha e a comunidade internacional. É a distinção mais frequentemente atribuída a estrangeiros.

Entre os portugueses agraciados estão os quatro presidentes da democracia (Eanes, Soares, Sampaio e Cavaco), ex-presidentes como Francisco Balsemão e António Guterres, além de antigos e atuais ministros e embaixadores. Em janeiro, o historiador português Lourenço Correia de Matos havia sido agraciado com a Ordem.

Em resposta ao Expresso, o gabinete de Júlio Pereira refere que "o secretário-geral do SIRP sente-se muito honrado pela atribuição da Grã-Cruz da Ordem da Rainha Isabel a Católica, porque esta distinção representa o reconhecimento e o apreço por parte das mais altas autoridades do país vizinho pela qualidade do trabalho dos serviços de informações portugueses e pela excelente colaboração estabelecida com os nossos homólogos espanhóis no combate a ameaças comuns a ambos os países".

Normalmente, esta condecoração é entregue pelo embaixador de Espanha, em Lisboa. Ainda não foi definida ainda uma data para a cerimónia, mas nas próximas semanas o número um dos serviços de informações portugueses deverá deslocar-se à embaixada para receber a distinção.

Segundo a diplomacia espanhola, "a Ordem de Isabel a Católica, criada em 1815, tem como objectivo premiar os comportamentos extraordinários de carácter civil, realizados por espanhóis ou estrangeiros, que resultem em benefício da nação ou que contribuam, de modo relevante, para o favorecimento das relações de amizade e cooperação da nação espanhola com o resto da comunidade internacional".