Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Alex passa a furacão: Açores à espera de ventos de 160 km/h e ondas de 14 metros

  • 333

Mau tempo na ilha de São Miguel, em Ponta Delgada, Açores, a 14 de dezembro de 2015

EDUARDO COSTA / Lusa

Ciclone tropical Alex passou a furacão. São esperados fenómenos extremos de chuva, vento e agitação marítima. Governo Regional recomendou o encerramento de todos os jardins de infância

O ciclone Alex vai passar a furacão e atingir o grupo central dos Açores esta sexta-feira, disse à agência Lusa Carlos Ramalho, meteorologista da delegação regional do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Em comunicado entretanto colocado no Facebook, a delegação dos Açores do IPMA informa que “a tempestade tropical ‘Alex’ intensificou-se” e que neste momento é “um furacão de categoria 1”. O mesmo comunicado adianta que se prevê um aumento da intensidade do vento e da agitação marítima, em especial nas ilhas do grupo central (São Jorge, Graciosa, Terceira, Faial e Pico).

O IPMA atualizou, entretanto, o aviso vermelho para os Açores, prevendo que as rajadas de vento possam atingir 160 quilómetros/hora e o mar tenha ondas até 14 metros no grupo central do arquipélago. Segundo o IPMA, para as cinco ilhas deste grupo o aviso vermelho para chuva vigora entre as 02h e as 14h desta sexta-feira (mais uma hora em Lisboa), enquanto o mesmo aviso para o mar mantém-se entre as 05h e as 15h. O mesmo aviso vermelho, o mais grave numa escala de quatro, mas para o vento está em vigor entre as 05h e as 14h desta sexta-feira no mesmo grupo.

Para o grupo oriental (São Miguel e Santa Maria) foi também emitido um aviso vermelho para chuva entre as 02h e as 14h de sexta-feira e para vento, esperando-se nestas ilhas rajadas até 130 quilómetros/hora entre as 05h e as 13h.

O Governo Regional dos Açores recomendou o encerramento de todos os jardins de infância e creches das ilhas dos grupos central e oriental esta sexta-feira devido ao agravamento do estado do tempo. O executivo determinou ainda a não realização neste dia de atividades com alunos nas escolas dos diferentes ciclos nestes dois grupos. "A decisão abrange os estabelecimentos públicos de ensino de sete das nove ilhas e estende-se por todo o dia de sexta-feira", informa o comunicado da Secretaria Regional da Educação e Cultura.

O Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores já emitiu um alerta e recomendou a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas e a retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento, bem como a adequada fixação de estruturas soltas, como andaimes ou placards e outras estruturas montadas ou suspensas.

A Proteção Civil açoriana aconselha, também, a manter limpos os sistemas de drenagem e a consolidar telhados, portas e janelas, devendo a população ter especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas, não devendo praticar atividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos e passeios à beira-mar.

  • Ciclone em aproximação põe Açores em alerta vermelho

    O aviso vermelho, o mais grave de uma escala de quatro, é identificado pelo Instituto português do Mar e da Atmosfera como uma situação meteorológica de risco extremo. As ilhas que vão estar em alerta esta sexta-feira são: Graciosa, São Jorge, Terceira, Pico e Faial, Santa Maria e São Miguel