Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Sol baixo atrasou comboios em Londres, mas passageiros não acreditam

  • 333

Maquinistas de uma linha ferroviária que serve o sudeste londrino desculpam-se com a dificuldade provocada pelo baixo ângulo dos raios solares no inverno. “E nos países quentes, onde há sempre sol?”, reclama um passageiro

Londres é conhecida como uma cidade cinzenta, mas ao que parece uns simples raios de Sol estão a provocar atrasos nas ferroviárias que servem a capital inglesa. Segundo revela o “The Guardian”, devido a uma luz solar “inadequada” e “intensa”, vários comboios da ferroviária Southeastern foram interrompidos esta segunda-feira.

Conforme indicou um operador da companhia, os comboios foram interrompidos nos serviços em Lewisham, no sudeste de Londres, devido “ao ângulo muito baixo dos raios solares” no inverno, que impedia os condutores de ver e manobrar os comboios em segurança. O problema é que vários passageiros, desagradados com o problema, não acreditam nas explicações dadas pela empresa.

Segundo o jornal britânico, uma passageira contesta a desculpa encontrada pela companhia e questiona como o que acontecerá “nos países quentes, onde há sempre Sol?”; outra voz descontente descreve a situação como “a pior desculpa de sempre”; e um terceiro passageiro remata o coro de protestos com uma espécie de registo de desculpas sucessivas: “Folhas na linha. Neve errada. Agora o Sol! Vamos pensar na próxima desculpa?”.