Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Santa Maria de prevenção para casos como o do jovem que morreu em São José

  • 333

NUNO FOX

Até à próxima segunda-feira, o hospital terá uma de prevenção na neurocirurgia vascular

O Hospital de Santa Maria, em Lisboa, tem desde as 8h desta quinta-feira e até segunda-feira uma equipa de prevenção na neurocirurgia vascular para atender casos como o do jovem que morreu no São José por falta de assistência especializada.

Segundo o hospital, a medida segue a orientação do Ministério da Saúde, que, após tomar conhecimento da morte do jovem, determinou o fim dos constrangimentos no atendimento deste tipo de casos aos feriados e fins-de-semana.

O Hospital de Santa Maria e o Hospital de São José compõem a urgência metropolitana de Lisboa e estão encarregues de responder a casos como o do aneurisma que rompeu e que terá vitimado o jovem, por alegadamente não existir uma equipa que o operasse ao fim de semana no Hospital de São José, onde foi assistido.

Durante a época do Natal, e na passagem de ano, se for caso disso, estas situações serão tratadas no Hospital de Santa Maria, segundo disse à Lusa o administrador da instituição, Carlos Martins.

O dirigente determinou ainda que, caso não existam meios suficientes para a resposta necessária, estes sejam encaminhados para outras instituições, seja no setor público, ou privado.

Na sequência da morte de David Duarte, na madrugada de domingo, o Ministério da Saúde pediu à administração do Centro Hospitalar de Lisboa Central e à Inspeção-Geral das Atividades em Saúde para apurarem eventuais responsabilidades do Hospital de São José na morte de o doente.

A Procuradoria-Geral da República já abriu inquérito à morte de David Duarte para averiguar eventuais ilícitos criminais e responsabilidade do Estado, administradores e médicos.

A equipa de prontidão no Santa Maria – que funcionará até às 08:00 de segunda-feira - é composta por seis pessoas: um neurocirurgião com capacidade para aneurisma roto, um anestesista com prática nesta intervenção cirúrgica, três enfermeiros e um assistente operacional.

  • Morte de jovem no hospital: enfermeiros responsabilizam anterior Governo pela falta de equipa especializada

    Presidente do Sindicato dos Enfermeiros, que fala em “situação inacreditável”, diz que foi apresentada uma proposta ao Ministério então liderado por Paulo Macedo para resolver a falta de equipa de neurorradiologia de intervenção ao fim de semana na Grande Lisboa, não tendo sido dado “seguimento ao caso”. David Duarte, de 29 anos, morreu depois de lhe ter sido diagnosticado uma hemorragia cerebral decorrente de um aneurisma - a equipa que o podia salvar não o fez porque não trabalha ao sábado e domingo

  • Comunistas querem ouvir Adalberto Fernandes e os três gestores hospitalares que se demitiram terça-feira a propósito do caso da morte de um homem de 29 anos no hospital de São José por falta de equipa especializada ao fim de semana. Exigem ainda um levantamento das consequências que os cortes feitos no Sistema Nacional de Saúde tiveram na prestação de cuidados de saúde dos utentes