Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Caso Sócrates: investigação vai durar pelo menos mais três meses

  • 333

JOSÉ CARLOS CARVALHO

Diretor do DCIAP decidiu estender o prazo para a entrega de um despacho final no inquérito da Operação Marquês

O diretor do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) deu mais três meses aos responsáveis da investigação da Operação Marquês para que digam, finalmente, quanto tempo precisam para dar um despacho final do inquérito, informou esta quarta-feira a Procuradoria-Geral da República (PGR).

Em comunicado, a PGR refere que o diretor do DCIAP solicitou em novembro ao magistrado titular da Operação Marquês um relatório detalhado sobre a situação dos autos, designadamente sobre as diligências realizadas e a realizar.

Esse relatório foi apresentado na semana passada, após o que o diretor do DCIAP determinou "que lhe seja entregie, nos próximos três meses, um novo memorando no qual seja indicado o prazo previsível para a emissão de despacho final no referido inquérito", lê-se na nota.