Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

#Email. Cinco formas de evitar mal-entendidos

  • 333

Desculpa, mas não gostei do tom do teu email". Quantas vezes não recebeu já uma mensagem deste género? A verdade, provam-no os estudos, é que é muito difícil detetar emoções nas mensagens de email. Por isso, frequentemente, o que uns leem não foi o que outros escreveram. As emoções são mais fáceis de ler quando as pessoas falam cara a cara, mas há algumas formas de evitar mal-entendidos. A revista "Fast Company" deixa cinco pistas.

1. POR VEZES, O MELHOR É TELEFONAR

O email é ótimo para mensagens curtas e diretas, mas se o assunto é complexo o melhor é pegar no telefone. Da mesma forma, se estiver particularmente emocional, resista à tentação de escrever um email a quente. A internet promove a desinibição, por isso é fácil dizer coisas que não se diriam em pessoa. E as coisas que não se diriam em pessoa são, geralmente, coisas que é melhor não dizer.

2. OS EMAILS FACILITAM UM TOM NEGATIVO

Ao contrário do que possa pensar, não é fácil ter um tom neutral nos emails. A impossibilidade de expressar devidamente emoções faz com que, na realidade, o tom seja geralmente negativo. Por isso, tente começar sempre as suas mensagens com algo de positivo, como "Olá, espero que estejas a ter uma boa semana".

3. USE A QUANTIDADE CERTA DE PALAVRAS

Mails demasiado longos tendem a frustrar o recetor, mas responder simplesmente "OK" a uma longa mensagem pode ter o mesmo efeito. A quantidade de palavras que usa deve também depender da familiaridade que tem com a outra pessoa. Um amigo pode já saber que é de respostas curtas e entender um "Ok" como natural, mas uma pessoa que o conheça pior pode achar que se trata de frieza. Nesse caso, pode elaborar um pouco melhor a resposta. Experimente escrever, por exemplo, "Sim, podemos fazer isso".

4. SUBLINHE O SEU PONTO

É natural num email querer sublinhar um aspecto que considera mais relevante. Nesse caso, opte por colocar essas palavras a bold. Usar letras maiúsculas, como deve saber, passa a ideia de que está a gritar com a pessoa. E, se precisar de gritar, o melhor é fazê-lo em pessoa.

5. USE OS EMOJIS COM PONDERAÇÃO

Os emojis são, em muitos casos, a melhor ferramenta para transmitir alguma emoção. Em teoria, são ótimos para estabelecer um determinado tom ou até mesmo para suavizar um pouco algo que poderia soar negativo. Um smiley, por exemplo, é um ótimo aliado, mas use-o com ponderação, caso contrário parecerá que não tem qualquer critério. E lembre-se que nem todos os dispositivos leem os emojis corretamente.