Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Morreu o maestro Kurt Masur

  • 333

WOLFGANG KLUGE/EPA

O antigo maestro da Orquestra Filarmónica de Nova Iorque sofria da doença de Parkinson

O maestro Kurt Masur, que ajudou a construir a reputação mundial da Orquestra Filarmónica de Nova Iorque, morreu este sábado, aos 88 anos de idade.

"É com profunda tristeza que escrevo em nome da família Masur e da Filarmónica de Nova Iorque para informar que Kurt Masur, que foi nosso diretor musical de 1991 a 2002 e mantém o título emérito, faleceu a 19 de dezembro de 2015", anunciou o presidente da Filarmónica de Nova Iorque, Matthew VanBesien.

Masur anunciou, em 2012, que sofria da doença de Parkinson.
Nascido na região alemã da Silésia (na atual Polónia), a 17 de julho de 1927, Masur dirigiu algumas das maiores orquestras do mundo, nomeadamente a Filarmónica de Nova Iorque (1991-2002), a Orquestra Nacional da França (ONF) em Paris e a Orquestra Filarmónica de Londres.

Em abril de 2012, como diretor musical honorário da ONF, Masur caiu acidentalmente do palco em que comandava a orquestra do Teatro de Champs-Élysées e fraturou a omoplata.

O maestro era um apaixonado pelas composições de Bach, Mendelssohn, Brahms e Beethoven.