Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Cimeira do Clima. Brasil e UE recuperam Protocolo de Quioto

  • 333

Getty

Proposta conjunta de créditos de emissões de CO2 para quem invista em projetos limpos além-fronteiras traz à memória o Protocolo de Quioto

Os países que invistam em projetos limpos além-fronteiras deveriam ganhar créditos de emissões de dióxido de carbono (CO2), propôs esta terça-feira o Brasil e a União Europeia, na cimeira do clima, notica o enviado do “Público” a Paris.

Segundo esta proposta conjunta, os projetos têm de fomentar o desenvolvimento sustentável do país anfitrião e devem proporcionar um benefício adicional ao que já está previsto nas suas promessas de ação para a luta climática.

O sistema proposto, que se assemelha ao mecanismo de desenvolvimento limpo do Protocolo de Quioto, deverá aplicar-se tanto a entidades públicas como privadas, mas apenas os países com metas absolutas de redução de emissões poderão beneficiar desses créditos.

Já o alvo dos investimentos, acrescenta o “Público” não está definido e o próprio texto da proposta revela um desacordo entre os dois proponentes relativamente a serem apenas os países desenvolvidos a receber os projetos.

As reduções obtidas com o investimento não poderiam ser contabilizadas, ao mesmo tempo, no país em que ocorreram e naquele que deu o apoio financeiro.