Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Plafonamento, esquerda, bastão de selfie e mais 7 palavras que nos ajudam a entender o ano

  • 333

Qual é a palavra do ano? A pergunta é relevante, mas não é nova, porque tem sido assim há já algum tempo: a Porto Editora organiza uma iniciativa para responder à pergunta e 2015 mantém a tradição. A lista das 10 palavras finalistas está aí (e uma delas, que está ali no título, não é bem só uma palavra...)

A lista das dez palavras finalistas para "palavra do ano" votadas pelos portugueses no site www.palavradoano.pt foi divulgada esta terça e até 31 de dezembro será escolhida uma delas. As palavras que integram esta lista são "festivaleiro", "plafonamento", "privatização", "refugiado", "superalimento", "drone", "bastão de selfie", "acolhimento", "terrorismo" e "esquerda".

Sobre a palavra "acolhimento", a Porto Editora refere que "a proteção dada aos sobreviventes, na sequência de guerras, atentados ou catástrofes naturais, e a forma como os diferentes países interpretaram o dever humanitário de concretizar essa proteção deram destaque a esta palavra".

Em relação a "terrorismo", a editora sublinha que "o ano ficou tristemente marcado pelo elevado número e indescritível violência dos ataques terroristas que ensombraram o mundo, perpetrados em inúmeros países, nomeadamente em França, na Dinamarca, no Quénia, no Líbano, na Tunísia, na Turquia e no Mali".

Quanto à palavra "esquerda", a organização sustenta que "a palavra ressurge no quotidiano dos portugueses a partir do muito discutido e inédito entendimento entre os diferentes partidos de esquerda, com vista à formação de Governo, ante a impossibilidade de outra maioria absoluta em resultado das últimas eleições legislativas".

A iniciativa "palavra do ano", este ano em sétima edição, tem como principal objetivo, segundo a Porto Editora, "sublinhar a riqueza lexical e o dinamismo criativo da língua portuguesa, património vivo e precioso de todos os que nela se expressam".

A lista de palavras candidatas resulta "de um trabalho de observação e acompanhamento da realidade da língua portuguesa, levado a cabo pela Porto Editora, através da análise de frequência e distribuição de uso das palavras e do relevo que elas alcançam, tanto nos meios de comunicação e redes sociais". Também são escolhidas com base no registo de consultas online e mobile dos dicionários da Porto Editora, tendo ainda consideração as sugestões dos portugueses através do site www.palavradoano.pt.

Nas edições anteriores, as palavras vencedoras foram "corrupção" (2014), "bombeiro" (2013), "entroikado" (2012), "austeridade" (2011), "vuvuzela" (2010) e "esmiuçar" (2009). A eleita de 2015 será anunciada nos primeiros dias de janeiro de 2016.