Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Nazaré. Seis tripulantes de arrastão em chamas estão a salvo

  • 333

A casa das máquinas do arrastão “Mar da Galega” começou a arder na manhã desta segunda-feira. A equipa de salvamento continua à espera de autorização para rebocar a embarcação

Continua a decorrer a operação de salvamento a uma embarcação que está a arder ao largo de Pedra de Ouro, a noroeste da Nazaré. Os seis tripulantes do arrastão “Mar da Galega” estão a salvo, confirmou ao Expresso o capitão do porto da Nazaré, comandante Paulo Agostinho.

Os pescadores “seguiram as indicações de segurança transmitidas e encontram-se todos bem e a tentar controlar o fogo para minimizar os danos na embarcação”, avança o capitão daquele porto à agência Lusa. No local estão “duas pessoas” da estação salva-vidas da Nazaré e “mais staff em terra” igualmente do Instituto de Socorro a Náufragos, para fazer face à “eventual necessidade de resgatar os pescadores”, confirma o comandante Paulo Agostinho.

Ainda de acordo com o mesmo responsável, de momento a equipa de salvamento está a tentar isolar a casa das máquinas, com o objetivo de “minimizar os danos para salvar o máximo possível da embarcação”, que tem 24 metros de comprimento por oito de largura. Segundo afirma Paulo Agostinho, naquele compartimento “há muito combustível”, fator que terá levado à deflagração do incêndio quando a embarcação navegava a 15 milhas (perto de 30 quilómetros) da costa.

No entanto, as ações de salvamento estão a ser dificultadas pela demora na resposta do armador. O capitão do Porto da Nazaré avança ainda que haverá uma embarcação francesa disponível para se encarregar do reboque, mas tal não poderá avançar sem esta resposta.

Em junho 2007, um incidente semelhante registou-se na mesma embarcação, que acabou por ser rebocada para Aveiro quando pescava ao largo da Nazaré. Na altura, um dos oito tripulantes que seguiam a bordo do “Mar da Galega” acabou por sofrer queimaduras graves, tendo sido levado de helicóptero para o hospital Santa Maria, em Lisboa.

[Texto atualizado às 12h03]