Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Suspeitos da morte do ex-deputado do CDS ficam em prisão preventiva

  • 333

Os dois, um homem e uma mulher, estão indiciados por roubo, homicídio qualificado e profanação de cadáver

Marta Caires

Jornalista

Os suspeitos da morte do ex-deputado do CDS ficam em prisão preventiva. Ouvidos no primeiro interrogatório judicial,estão indiciados por roubo, homicídio qualificado e profanação de cadáver. A medida de caução foi decidida esta tarde após um interrogatório que durou duas horas no tribunal judicial da Comarca da Madeira.

Os arguidos são um homem de 33 anos e uma mulher de 24 anos que, segundo se soube, tem uma criança de três semanas. Não se sabe ainda o que será decidido em relação à criança. Paulo Barreto, presidente da Comarca da Madeira, explicou que o assunto será decidido no Estabelecimento Prisional da Cancela, onde os dois arguidos irão ficar em prisão preventiva.