Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Rapper apoiante de Luaty contra regime de Angola embarca para o Brasil

  • 333

manuel de almeida/lusa

MCK, rapper e ativista político angolano que defendeu a libertação de Luaty Beirão, embarcou para o Brasil. Diz que as autoridades angolanas tentaram barrá-lo

O rapper e ativista MCK terá chegado ontem ao Brasil, conseguindo sair de Angola depois de, dois dias depois, e segundo o próprio, as autoridades do país africano o terem impedido de sair do país.

A viagem ocorre em plena momento de pressão internacional de libertação de Luaty Beirão, também rapper e também ativista, que está a ser julgado por alegada tentativa de golpe de Estado. Luaty, recorde-se, esteve em greve de fome durante 36 dias, como forma de protesto contra a forma como foi detido e por acusar as autoridades angolanas de quererem silenciar críticos do regime de José Eduardo dos Santos.

MCK acabou por ter autorização para sair de Angola, depois de, na primeira tentativa de voo, ter sido informado de que o seu passaporte estava interditado, o que levou o rapper a dizer ao jornal Folha de São Paulo que estava a ser alvo de perseguição política. MCK havia defendido a libertação dos vários ativistas que foram detidos em Luanda, entre os quais estava Luaty Beirão.

A viagem de MCK para o Brasil foi também noticiada pela Folha de São Paulo. O rapper estará do outro lado do Atlântico a participar no Festival Terra do Rap