Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Rússia oferece cachorro a França para substituir a cadela-polícia morta em serviço

  • 333

Num sinal de solidariedade, a Rússia decidiu oferecer um cachorro a França para substituir a cadela pastor belga Diesel, que morreu em serviço na quarta-feira, durante uma operação das autoridades francesas no bairro de Saint Denis, nos arredores de Paris

A Rússia ofereceu um cachorro à França para substituir a cadela pastor belga Diesel, que morreu em serviço na quarta-feira, durante uma incursão das autoridades francesas ao bairro de Saint Denis, nos arredores de Paris, noticia a EFE.

De acordo com o Ministério do Interior russo, o cachorro chama-se Dobrinia - um nome que homenageia a um herói mítico medieval da cultura popular russa -, tem dois meses e “personifica a força, a bondade, a coragem e a ajuda desinteressada”.

“O cachorro será entregue a França em sinal de solidariedade com o povo francês e com a polícia na luta contra o terrorismo”, assinala uma nota oficial citada pela EFE.

O gesto das autoridades russas foi muito bem recebido pelos franceses, entre os quais milhares que expressaram nas redes sociais o seu horror pela morte de Diesel, escreve a EFE.

Na rede social Twitter, as autoridades policiais informaram na quarta-feira que a cadela Diesel, um pastor belga de sete anos, que integrava a unidade antiterrorista, foi morta pelos terroristas durante a operação em Saint-Denis.

“Os cães de assalto e especializados na deteção de explosivos são vitais nas operações da RAID [a unidade antiterrorista das forças policiais francesas que liderou a operação em Saint Denis], escreveu a polícia francesa na sua conta no Twitter.

Após o anúncio da polícia, várias dezenas de internautas começaram a prestar homenagem a Diesel com a utilização da etiqueta (hashtag) #JeSuisChien (Eu sou um cão). Esta homenagem tornou-se entretanto viral.