Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Porca de Murça tinto é o melhor vinho mais barato do mundo

  • 333

Revista “Wine Spectador” coloca cinco vinhos nacionais na lista “Top 100 Wines of 2015”. Na 16ª posição, o Taylor's LBV 2009 é o melhor português e o Porca de Murça Tinto, em 39.º lugar, é o mais barato da safra dos 100 eleitos

Isabel Paulo

Isabel Paulo

Jornalista

DR

A conceituada revista “Wine Spectador” acaba de divulgar a lista dos 100 melhores néctares de 2015, figurando no cobiçado top cinco vinhos portugueses. Além do Taylor Fladgate Late Bottled Vintage 2009 e do Porca de Murça Douro tinto de 2013, da Real Companhia velha, a conceituada bíblia dos vinhos escolheu ainda como melhores do mundo o Blandy's Bual Madeira 2002 (24ª posição), o Quinta do Crasto Douro Superior 2012 (25ª) e o Duorum Douro tinto 2013 (84ª).

Apesar do lugar de honra atribuído de novo aos vinhos portugueses, a seleção de 2015 acaba por saber a pouco, depois de a “Wine Spectator” ter distinguido o Vintage da Dows de 2011 como o melhor vinho do mundo no ano passado. Da excecional colheita de 2011, um dos melhores anos de sempre do Douro, o Chryseia arrebatou ainda o 3.º lugar do pódio, seguido pelo Quinta Vale Meão.

O Taylor's LBV 2009 combinou todos os critérios em prova, entre os quais qualidade, preço, disponibilidade no mercado e expetativa dos consumidores, o que lhe valeu 93 pontos numa escala de 100. Na opinião de Kim Marcus, provador da “Wine Spectator”, o vinho apresenta um “estilo fresco e envolvente, estando pronto a consumir”.

O LBV (Late Bottled Vintage), criado em 1970 pelo atual presidente da Taylor's, Alister Robertson, foi desenvolvido como alternativa ao Porto Vintage, sendo mais acessível e de consumo mais imediato. Atualmente, é uma das referências do produtor líder mundial da sua categoria, detendo uma quota de mercado de 36% e 1,2 milhões de garrafas vendidas em 70 países.

O lado comercial do Douro

O Porca de Murça Tinto foi, contudo, uma das grandes surpresas do ano, não só por ter arrecado 90 pontos mas por se tratar do vinhos mais barato dos 100 eleitos, com um preço de venda ao público de 2,99 euros no mercado interno e de 10 dólares nos EUA, numa lista em que o custo médio ronda os 47 dólares.

Kim Marcus sublinha que este é um vinho para beber já ou até 2020. Em comunicado. Pedro Silva Reis, presidente da Real Companhia Velha, reitera que para Portugal é extremamente importante a “Wine Spectator” continuar a pôr em evidência os vinhos do Douro, “não só ao nível dos vinhos de topo, como em 2014, mas também agora no campo dos vinhos comerciais”.

Propriedade da Real Companha Velha, a primeira quinta a receber alvará régio de produtor de produtor de Vinho do Porto em 1756, ano da demarcação do Douro vinícola, o vinho Porca de Murça é a marca líder de vendas DOC Douro, com uma produção de mais de três milhões de garrafas.