Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Uma jóia de mulher

  • 333

Carlos Alvarez

Sara Carbonero lançou em Madrid a sua linha de jóias, cujo lucro das vendas reverte para os refugiados. Falou da sua nova vida do Porto... mas sem abordar a tão falada gravidez

A apresentadora espanhola Sara Carbonero revelou ao mundo a sua nova linha de jóias, uma coleção criada também a pensar nos refugiados. A sessão decorreu em Madrid, na semana passada.

Marcada, como muitas pessoas, pela imagem de Aylan Kurdi, o menino sírio de três anos encontrado morto numa praia de Bodrum, na Turquia, a mulher do guarda-redes do FC Porto Iker Casillas pensou em dedicar às "pessoas que têm direito a procurar um futuro digno" parte da sua coleção.

A outra fonte de inspiração, diz, foi o facto de "querer oferecer às minhas amigas grávidas um fio com a inicial do seu bebé e não encontrar..." Surgiu assim a coleção "Agatha, by Sara", à venda nas lojas da joalheira Agatha Pari", e na loja online de Sara Carbonero, Slow Love.

Enquanto jornalista, Sara tem uma especial atração pelas letras, explica: "As letras têm uma componente mágica. Sozinhas ou juntas, dizem diferentes coisas. Uma letra por si só pode simbolizar muitas coisas, ou podemos dotá-la de um significado único para cada um de nós".

Carbonero apresentou-se em Madrid com um S de Sara ao pescoço, e falou também do seu projeto especial para a letra R. "R de Resistir, de Respeito, de Resiliência". Criou um colar e uma pulseira dourados, com duas zircónias, e a inicial R. O colar custa 49 euros e a pulseira 39 euros - e o lucro das vendas destes artigos reverte integralmente para a Cruz Vermelha que apoia os refugiados na Síria.

Sara Carbonero esteve em Madrid esta quinta-feira a apresentar a sua nova coleção de jóias

Sara Carbonero esteve em Madrid esta quinta-feira a apresentar a sua nova coleção de jóias

Carlos Alvarez

Sara Carbonero, que vive com Iker Casillas e o filho Martín no Porto desde agosto, falou também um pouco sobre a sua nova vida na Invicta. Explicou que era "uma cidade tranquila, com zonas velhas e por vezes decadentes"; que vive pela primeira vez "ao pé do mar"; e que "os portuenses são humildes, mas muito cultos". A antiga jornalista da Telecinco afirma: "Estou muito bem em todas as áreas da minha vida. Estamos muito contentes e já muito adaptados".

É claro que se seguiu a pergunta que todos queriam fazer. "Estás grávida?", questionaram os jornalistas espanhóis. A resposta foi esta: "Há temas em que temos de esperar que o protagonista decida o momento em que os quer contar. É óbvio o que estou a dizer, mas os tempos, marco-os eu." Para bom entendedor...